Mergulhadores filipinos entraram no casco do Princess of the Stars

Os mergulhadores filipinos conseguiram entrar na manhã desta terça no casco do Princess of the Stars, que afundou por volta do meio-dia (local) de sábado (21) devido às enormes ondas provocadas pelo tufão Fengshen com 862 passageiros a bordo .

 Lá encontraram numerosos corpos das vítimas. Se a morte dos desaparecidos for confirmada, este será o acidente marítimo mais grave no país desde 1987, quando quase 4.400 perderam a vida no choque entre um navio e um petroleiro.

O número de sobreviventes subiu na madrugada desta terça para 43. O boletim anterior apontava para 36 sobreviventes.

 Veja fotos

Um porta-voz da equipe afirmou que eles conseguiram se aproximar do navio ontem à tarde para checar a existência de possíveis sobreviventes. "Nos aproximamos do casco do navio e batemos para dar um sinal no caso de ainda haver pessoas lá dentro", disse Arevalo. "Infelizmente não houve resposta", acrescentou.

Parentes das pessoas que estavam a bordo do navio reclamavam aos funcionários da empresa Sulpicio Lines --proprietária da embarcação-- enquanto esperavam por notícias na cidade de Cebu, onde o Princess of Stars deveria atracar.