O povo chinês bebia cerveja no período neolítico

No território da região taiwanesa de Qiaotou, especialistas encontraram potes com restos de cerveja em túmulos de pessoas. Os cientistas estabeleceram que o objeto tem nove mil anos, foi feito durante o período Neolítico.

Segundo os pesquisadores, como as pessoas eram enterradas com potes de cerveja, beber essa bebida era um ritual. Naquela época, as pessoas bebiam cerveja, o que tem pouco em comum com o álcool moderno. Cientistas encontraram peças:

amido;

fermento;

cascas de arroz;

tubérculos ainda não identificados.

Os especialistas sugeriram que a cerveja chinesa era doce e turva.

"Provavelmente, as pessoas não sabiam bioquímica, mas simplesmente observavam o processo de fermentação e o reproduziam por tentativa e erro", disse o especialista Wang Jiajing.

Os cientistas acreditavam que as pessoas raramente consumiam tal bebida. De acordo com especialistas, desta forma, as pessoas na China poderiam fortalecer relacionamentos e alianças que levaram à criação de uma comunidade complexa.

Segundo a empresa alemã Statista, a cerveja é o álcool mais popular do mundo. Também ocupa o terceiro lugar no ranking de bebidas regulares, perdendo apenas para água e chá.

Pravda.Ru

Contacto: jornalpravda@gmail.com