Moscovo: União Europeia se intromete nos assuntos internos da Ucrânia

O departamento de informação do MRE da Federação Russa afirma que “a exigência do Parlamento Europeu para a realização duma repetição de eleições na Ucrânia é interferência nos assuntos internos deste país”, acrescentando que esta posição não “harmoniza com as afirmações oficiais destes países sobre a necessidade de resolver a situação de acordo com a constituição e legislação em vigor na Ucrânia”.

“A decisão do Parlamento Europeu nem tem base democrático nem na lei. É mais um caso de padrões duplos”.

A Federação Russa tem dito desde o início que o povo e as instituições da Ucrânia deveriam resolver a situação sem pressões externas.

Konstantin KODENETS PRAVDA.Ru