Adzharia: Não haverá conflito

Na sequência da afirmação do MRE da Federação Russa ontem que Tblissi e Batumi devem resolver a questão por meios pacíficos, vem a confirmação da Geórgia, que nega “toda a informação acerca do uso de força” contra Adzharia, que proclama o estatuto de estado separado.

No entanto, Tblissi acusa o líder da Adzharia, Aslan Abashidze, da violação de direitos humanos contra a população na República separatista e afirma que o acto de destruir as pontes, que davam acesso a Adzharia, é uma provocação.

Tblissi afirma que Abashidze dispersa manifestações pacíficas com violência, bloqueia cargas humanitárias e prende cidadãos sem causa.

Konstantin KODENETS PRAVDA.Ru