Tony Blair considera correctas as acções do governo russo para a libertação dos reféns

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, considera absolutamente correctas as acções das autoridades russas para a libertação dos reféns em Moscovo. O primeiro-ministro usava da palavra na Câmara dos Comuns do parlamento britânico.

"Quando ficou claro que os terroristas haviam começado a executar reféns, as autoridades russas deviam entrar em acção" - disse Blair. As autoridades russas fizeram os possíveis para resolver o drama dos reféns e minimizar as perdas - frisou Blair, acrescentando que ele entende quão é difícil tomar uma decisão correcta em tais situações. Mas "em tais situações não há decisões fáceis, livres de riscos e perigos" - observou Blair. O primeiro-ministro britânico expressou condolências ao povo russo pelas vítimas do atentado terrorista.

© RIAN