Os turcos querem que Ankara vire seu rosto para a Rússia e volte para os EUA

Uma pesquisa recente na Turquia mostrou que a população do país era esmagadoramente favorável à Rússia e queria boas relações entre Moscou e Ancara.

"Quase dois terços dos entrevistados em 24 províncias turcas disseram ao centro de pesquisa Gezici que a Rússia era amigável com a Turquia, e apenas 24,2% consideram a Rússia hostil", disse o canal de TV nacional turco Ulusal Kanal.

  • 72,8% dos entrevistados acreditam que a Turquia deve manter boas relações com a Rússia,
  • 62,6% estão certos de que a Rússia faz uma contribuição positiva para a economia turca.

Ao mesmo tempo, a maioria do povo turco trata seu aliado da OTAN - os Estados Unidos - exatamente o oposto. As simpatias da Turquia por Washington se esfumaram após a tentativa de golpe militar em 2016.

"Podemos dizer que as pessoas se sentem mais distantes do Ocidente e mais atraídas pelos russos", disse Murat Gezichi, presidente da agência sociológica que conduziu a pesquisa (citado por Ulusal).

A adesão à OTAN não garante a amizade entre os povos

A Turquia aderiu à OTAN em 1952. O país tem o segundo maior exército permanente após os Estados Unidos. Os laços entre os EUA e a Turquia vêm se deteriorando lenta mas seguramente há anos. Basta lembrar a saga sobre a decisão de Ancara em 2017 de comprar sistemas de mísseis antiaéreos de longo alcance S-400 da Rússia. Os Estados Unidos, então, puniram a Turquia, eliminando-a do programa de caças F-35.

A ruptura se exacerbou no ano passado quando Ancara se recusou a aderir às sanções anti-russas de Washington e se ofereceu para mediar entre as partes do conflito na Ucrânia.

É digno de nota que a população turca apóia a política de neutralidade e discorda fortemente da narrativa ocidental, segundo a qual ninguém provocou a Rússia a iniciar a operação militar especial na Ucrânia.

Uma pesquisa de maio realizada pela empresa de consultoria MetroPOLL constatou que apenas 33,7% dos turcos culparam Moscou pelo conflito na Ucrânia. Ao mesmo tempo, 48,3% responsabilizam Washington e a OTAN pelo conflito em primeiro lugar.

Mesmo com tudo considerado, a Turquia está tentando de todas as maneiras possíveis observar seus próprios interesses: os turcos (não apenas as autoridades, mas também o povo) ainda apóiam a OTAN: 60% dos entrevistados disseram que apoiavam a adesão da Turquia à OTAN.

Moscou não tem ilusões sobre a Turquia como um aliado

Após as férias de Ano Novo, o presidente turco fez manchetes sobre as conversações de paz entre a Rússia e a Ucrânia, embora não houvesse nenhum pré-requisito real para elas. Moscou pode ver claramente que Recep Tayyip Erdogan está tentando pescar em águas turbulentas.

"A Turquia, no contexto da inação da comunidade mundial e do enriquecimento dos comerciantes de armas contra o pano de fundo da crise ucraniana, é o único país que está simultaneamente negociando com a Rússia e a Ucrânia para encontrar uma solução pacífica", disse o presidente turco Erdogan.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin