Os EUA sugerem que Zelensky deveria considerar posições realistas nas conversações com a Rússia

O Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA Jake Sullivan, durante seu recente encontro com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, sugeriu pensar em posições realistas de negociação com a Rússia, relata o The Wall Street Journal.

De acordo com fontes do WSJ, os Estados Unidos aconselharam a Ucrânia a demonstrar abertura para a própria idéia de diálogo.

Dois diplomatas europeus familiarizados com as discussões disseram que Sullivan aconselhou a equipe de Zelenskiy a pensar em exigências e prioridades realistas nas negociações, incluindo a revisão do objetivo declarado de recuperar o controle da Crimea, disse o WSJ.

Um número crescente de oficiais americanos acredita que as próximas semanas e meses representam uma oportunidade para que a Rússia e a Ucrânia discutam possíveis negociações, disse a publicação. Os Estados Unidos estão confiantes de que a chegada do inverno marcará um ponto de inflexão no conflito.

Em 10 de novembro, o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky anunciou a possibilidade de negociações com a Rússia e observou que ele não fechou a porta do diálogo se Moscou estivesse pronta para a paz. De acordo com ele, a condição mais importante é a restauração da justiça.

Ao mesmo tempo, o presidente russo Vladimir Putin sugeriu esperar até que a "boa vontade" de Kyiv estivesse madura o suficiente para continuar as negociações.

"Como podemos agora discutir possíveis acordos se o outro lado não quer nem mesmo falar conosco? Bem, nós vamos esperar", disse Putin.

De acordo com o presidente russo, ainda não há nenhum desejo na Ucrânia de falar com a Rússia. Ao mesmo tempo, Putin lembrou que a posição de Moscou sobre esta questão era bem conhecida e não estava sujeita a quaisquer mudanças ou dúvidas. A fim de chegar a acordos, é preciso sentar-se à mesa de negociações e negociar, disse ele.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin