Ucrânia recebe sistemas de mísseis antiaéreos da NASAMS e Aspide

O Ministro da Defesa da Ucrânia expressou gratidão à Noruega, Espanha e Estados Unidos pelo fornecimento de novas armas sem especificar exatamente quantos complexos chegaram.

O Ministro da Defesa Oleksiy Reznikov disse que a NASAMS e os sistemas de mísseis antiaéreos Aspide chegaram à Ucrânia.

"Estas armas fortalecerão significativamente o exército ucraniano e tornarão nossos céus mais seguros", disse Reznikov em tweet.

O ministro não especificou exatamente quantos complexos foram entregues ao país. Ele agradeceu a Noruega, a Espanha e os EUA pelos fornecimentos.

  • A NASAMS é um sistema de defesa aérea de curto e médio alcance para combater as manobras de alvos aerodinâmicos em baixas e médias altitudes. O sistema é capaz de atingir alvos a uma distância de 20 a 180 km e a uma altitude de até 21 km com uma velocidade máxima de 1000 m/s. O sistema é desenvolvido pela empresa norueguesa Kongsberg Defense & Aerospace e a norte-americana Raytheon.
  • Os sistemas Aspide são projetados para roteger instalações estratégicas, como empresas industriais, aeródromos ou portos marítimos. Eles podem ser usados como parte de um sistema de defesa aérea em camadas para trocar dados com outros tipos de sistemas de defesa aérea. Os mísseis Aspide foram projetados por Selenia, Itália. Nos anos 80, a Espanha os integrou ao complexo Skyguard, chamado Toledo ou Spada.

Os Estados Unidos têm fornecido armas para a Ucrânia desde o início da operação especial na Ucrânia. Em julho, o Pentágono entregou os sistemas de foguete de lançamento múltiplo HIMARS para as Forças Armadas Ucranianas. Em agosto, assinou um contrato de compra de complexos NASAMS no valor de mais de $182,2 milhões sob a Iniciativa de Assistência de Segurança da Ucrânia.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin