Economista: um grande conflito militar está se formando na região do Mediterrâneo

O conomista Mikhail Khazin disse que um novo conflito militar poderia surgir na região do Mediterrâneo depois que a República Turca do Norte de Chipre (TRNC) apresentou um ultimato às Nações Unidas.

Khazin lembrou que recentemente a Ucrânia tentou minar uma das seções do gasoduto Turkish Stream. Segundo o presidente russo Vladimir Putin, o ataque foi evitado. O especialista formulou a seguinte pergunta: qual era o objetivo dos organizadores da sabotagem?

"Pode haver dois objetivos. Primeiro, é privar certos países europeus de receber gás da Turquia. E segundo, isto não é dirigido contra nós, mas contra a Turquia, que se tornou o principal centro de gás, e alguns decidiram que ele toma muito", - disse o economista em uma entrevista com Voennoye Delo.

Anteriormente, o TRNC deu à ONU um mês para se reconhecer como um Estado independente. Caso contrário, a organização deve retirar todos os mantenedores da paz da região. A Grécia ficou indignada com a declaração da república. Khazin acredita que, se a situação se agravar, a Grécia defenderá o Chipre. Ele lembrou que Atenas teve o apoio de Washington e Londres. Segundo o economista, um conflito militar pode deflagrar na região durante este ano.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin