Presidente da Chechênia Kadyrov: Novo comandante terminará com sucesso a operação especial

Ramzan Kadyrov, o presidente da Chechênia, disse que a operação especial na Ucrânia terminaria com sucesso sob a liderança de Sergei Surovikin - o comandante do grupo de forças na zona de operação militar especial.

Kadyrov parabenizou Surovikin por seu aniversário. Na terça-feira, 11 de outubro, ele completou 56 anos de idade.

"Durante este tempo, nunca duvidei de sua determinação, profissionalismo e patriotismo. Estou completamente confiante de que, sob sua liderança, a operação especial será concluída com sucesso e, se necessário, daremos um poderoso repúdio às tropas da OTAN, o que não tenho dúvidas", escreveu Ramzan Kadyrov em seu canal de Telegramas.

De acordo com o chefe da Chechênia, Sergei Surovikin é um homem decisivo e profissional. São "satanistas e fascistas" que governam a Ucrânia, e o povo ucraniano deveria "libertar-se deste mal e desta maldita política ocidental", acredita Kadyrov. As tropas russas deveriam desencorajar permanentemente Kyiv de brincar com Moscou.

No sábado, 8 de outubro, o Ministro da Defesa russo Sergei Shoygu nomeou Sergei Surovikin comandante do Grupo das Forças Unidas na zona de operações especiais.

Desde novembro de 2017, Surovikin ocupa o cargo de Comandante-em-Chefe das Forças Aeroespaciais da Rússia. De janeiro a abril de 2019, ele comandou as forças russas na Síria. Em junho de 2022, ele foi colocado no comando do grupo sul das tropas russas na zona de operações especiais.

Yevgeny Prigozhin, empresário, proprietário da Concord Company e fundador da empresa militar privada (PMC) Wagner falou da Surovikin como o comandante mais competente do exército russo.

Prigozhin lembrou a crise de 1991. Surovikin era "o oficial que, sem hesitar, tendo recebido uma ordem, entrou num tanque e correu para salvar seu país", disse ele.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin