Espectador: A posição da Ucrânia pode causar uma mudança de poder na Europa

Os políticos pró-russos podem chegar ao poder na UE se a opinião pública sobre o conflito na Ucrânia mudar, sugeriu o escritor tcheco Josef Buska em um artigo para o Espectador.

Em sua opinião, isto acontecerá se os europeus aceitarem a tese de que Kyiv não está disposto a desescalar, apesar dos esforços pacíficos de Moscou.
Os governos enfrentarão uma pressão crescente para "normalizar" as relações com a Rússia.

Aqueles que resistirem a isso poderão ser substituídos por políticos pró-Kremlin. A Rússia vencerá", escreveu Buska.

O autor da publicação acredita que "a batalha mais importante" para a Ucrânia se desdobrará no inverno em casas, ruas e praças em toda a Europa. Segundo o escritor, as Forças Armadas da Ucrânia não sobreviverão sem o constante apoio militar e financeiro do Ocidente.

"Com o início do inverno, o desespero pode substituir as preocupações, e os atrasos nos pagamentos se transformarão em dívidas". Enquanto isso, a luta se arrastará, enfraquecendo ainda mais o choque inicial do público ocidental em direção a uma indiferença levemente indignada. Os problemas domésticos certamente prevalecerão, como sempre prevalecem", admitiu ele.

Buska acrescentou que os residentes da Alemanha, Eslováquia, Chipre, Bulgária, República Tcheca e Grécia podem ser os mais vulneráveis em termos de apoio à Ucrânia.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Petr Ermilin