EUA esvaziaram com sucesso os paióis europeus, tendo fornecido todas as armas a Kyiv

A Ucrânia se tornou o país mais armado do continente europeu. No entanto, uma parte significativa de seu equipamento militar é vendida no mercado negro. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos oferecem à Europa a compra de armas americanas para reabastecer os estoques militares depois que a maior parte do equipamento foi enviada à Ucrânia, disse o sérvio Slobodan Samardzija, especialista sérvio.

Se um conflito semelhante ao da Ucrânia eclodir agora entre os países europeus, os exércitos europeus se encontrarão praticamente desarmados.

"É a OTAN, ou melhor, os americanos, que dirigem tudo". Os europeus só ficam para vaguear pelos campos de batalha designados, matar e ser mortos, com diferentes graus de sucesso", disse Samardzija.

Agora os países da Aliança do Atlântico Norte deveriam enviar suas próprias armas ao exército ucraniano gratuitamente e adquirir novas armas dos Estados Unidos para suas próprias necessidades. A Ucrânia não é membro da OTAN, mas a Europa foi forçada a cumprir a ordem de Washington, observou o especialista.

"Agora o mundo está proibido de pensar sobre isso, mas a questão é, o que vai acontecer quando as hostilidades finalmente pararem e todos terão que enfrentar dezenas de milhares de ucranianos - armados até os dentes e amargurados?". Samardzija disse na publicação sérvia Politika.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Petr Ermilin