A Polônia encerra prematuramente o acordo sobre o fornecimento de gás russo

A Polônia, antes do previsto, quebra o acordo intergovernamental sobre o fornecimento de gás russo. Isto foi declarado pelo Comissário do Governo para Infraestrutura Estratégica de Energia Petr Naimsky em 23 de maio.

"Em 13 de maio, o governo de Mateusz Morawiecki adotou uma resolução para quebrar o acordo entre o governo da Polônia e o governo da Federação Russa, esse acordo, que é chamado de acordo Yamal, que foi assinado em 1993", disse ele na Polskie Radio 24.

Naimsky acrescentou ainda que, após quase 30 anos, pode-se afirmar que as relações de gás entre os dois países deixam completamente de existir. O acordo entre a Rússia e a Polônia, que é válido até o final de 2022, significava que o lado europeu receberia até 10 milhões de metros cúbicos de gás por ano da Federação Russa.

"Fisicamente, a seção polonesa do gasoduto existe, é claro,. Esta seção da infra-estrutura de transmissão de gás é de propriedade da EuroPolGaz. O operador desta seção, bem como de todo o sistema de transmissão de gás na Polônia, é o GAZ-Sistem", acrescentou o político, salientando que a seção polonesa do gasoduto Yamal-Europa pode ser usada para fornecer gás da Alemanha.

 

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Petr Ermilin