China envia vários aviões bombardeiros nucleares para as fronteiras de Taiwan

O governo chinês enviou 19 aeronaves para a zona de identificação de defesa aérea de Taiwan antes do exercício militar anual patrocinado por Taipei, relata o The Guardian.

Esta é uma das maiores surtidas da Força Aérea do Exército de Libertação do Povo Chinês (PLA) nas últimas semanas. Quatro bombardeiros nucleares H-6, dez caças J-16 e quatro caças Su-30 participam da operação.

A aeronave voou ao norte da disputada Ilha Pratas para a zona de identificação de defesa aérea de Taiwan. O voo provocativo foi feito em resposta às hostilidades no Estreito de Taiwan, disse a publicação.

Em 10 de agosto, as autoridades da República da China (Taiwan) anunciaram que de 13 a 18 de setembro conduziriam exercícios militares Han Kuan envolvendo todos os ramos das forças armadas. O presidente taiwanês, Tsai Ing-wen, disse que a ilha trabalharia para aumentar a capacidade de guerra assimétrica contra a ameaça chinesa.

Em 18 de agosto, o governo da RPC elaborou um cenário de uma operação em grande escala para tomar Taiwan. Os exercícios foram realizados em resposta às provocações dos EUA no Mar da China Meridional.

Pravda.Ru

Contacto: jornalpravda@gmail.com