Sudão do Sul: saque e destruição de ajuda humanitária

A missão de paz da ONU no Sudão do Sul (Unmiss) expressou preocupação com o aumento da violência que atinge trabalhadores humanitários em diferentes partes do país.

Segundo o relatório, em maio, mais de US $ 1 milhão em suprimentos e bens humanitários foram saqueados e destruídos durante os ataques armados em Gumuruk, no leste do país.

Isso afetou a prestação de assistência a cerca de 130.000 pessoas.

“O Sudão do Sul está se tornando cada vez mais um dos lugares mais perigosos para operar para trabalhadores humanitários”, disse o chefe do Unmiss, Nicholas Haysom, a repórteres na capital, Juba.

“Só neste ano, quatro trabalhadores humanitários foram mortos no cumprimento do dever. Esses atos de criminalidade devem parar ... Aqueles que cometem violência e saque devem ser levados à justiça”.

 

Fonte: BBC/ClubofMozambique

Tradução exclusiva para Pravda.Ru

Bento Moreira

Pravda.Ru

Contacto: jornalpravda@gmail.com