Eleições Uruguai 2009

Eleições Uruguai 2009 – Segunda Rodada domingo 29 de Novembro e não foram aprovados os dois referendos

O Partido Colorado, com a fórmula Pedro Bordaberry e Hugo De León,tendo ficado fora da Segunda Rodada foi o sinônimo da vitória na primeira rodada das eleições nacionais. Os rostos dos candidatos do Frente Amplio e o Partido Nacional, mesmo tendo ultrapassado a primeira barreira, refletiram «insucesso». Os referendos para aprovar o voto dos uruguaios no estrangeiros e anular a lei de caducidade não foram avaliados pela população.

Por incrível que pareça os Partidos políticos que ficaram fora da Segunda Rodada daqui a 34 dias, o último domingo de Novembro, acabaram dando a maior risada pelo aumento do fluxo de votantes quanto ás eleições nacionais de 2004, quanto o atual Presidente Tabaré Vázquez conseguiu a Poltrona Presidencial na primeira rodada atingindo o 50,45 %.

O Partido Colorado, chefiado pelo Dr. Pedro Bordaberry candidatando-se á Presidente de República e o ex zagueiro do Grêmio Porto-Alegrense, Hugo Eduardo De León, acompanhando-o como Vice, atingiram os alvos iniciais mesmo tendo esclarecidos inúmeras oportunidades no decorrer da campanha que o grande objetivo deles ia ser obter uma vaga na Segunda Rodada.

O Partido histórico como o Colorado com 33 Presidentes dos 37 que ganharam a faixa presidencial tinha descido até também histórico 10,4% nas eleições nacionais de 2004 ficando longe nem só da Presidência, senão de mostrar sua cara parlamentar com uma representação muito fraca.

Só uma virada muito forte dos líderes que hoje, que não surgiram com força da mão dos antigos chefões, ia mudar a situação dos Colorados, que fora ter ficado «vermelhões» nos últimos anos, poderiam ter tido o raríssimo privilégio de sumir do mapa político uruguaio.

Um novo líder acabou de nascer dentro do Partido, o Pedro Bordaberry, ou simplesmente o Pedro, do jeito que as faixas e as chamadas na tevê mostram-no no ambiente, que de mãos dados com o Hugo, um chefão dentro do gramado, agora torna-se importante até nos palcos políticos do país todo.

Pedro Bordaberry, já tinha saboreado o «sucesso» político candidatando-se para Prefeito da capital uruguaia faz alguns anos e atingindo o 28%, por baixo do Frente Amplio, que faz 20 anos é o dono da cidade de Montevidéu. Bordaberry segurou a barra de candidato presidencial do Partido Colorado no pior momento político da história do Partido, e após os resultados de ontem á noite nas eleições nacionais uruguaia, os «Colorados» deram uma refrescada atingindo o 17 % dos paladares dos uruguaios, ou seja, aumentando no eixo de 75% quanto ás eleições nacionais prévias.

Entre os assuntos á salientar para este progredir do Partido Colorado e os seus novos chefões, quase com certeza os votantes perceberam que o Hugo De León, só tentou ajudar o Partido na fase mais crítica da história aproveitando essa imagem de homem líder dentro dos gramados dos Estádios do mundo, e derrubou aquela imagem dos políticos que iam na procura de uma vaga na política para tirar benefício próprio. Hugo De León, só foi candidato para Vice-Presidente da República, tendo quase a certeza absoluta que não ia obter essa poltrona e na hora de prencher as vagas para Senadores e Deputados, ele ficou fora da jogada.

Mais um detalhe sempre importante nas campanhas políticas, vem de braços dados com as chamadas na tevê que focaram o facho sob crianças no eixo de 8 até 11 anos com cabelos «colorados» da gema e foram bem mais conhecidos com os «vermelhinhos» que com estratégias simpáticas foram cativando os votantes da faixa central. Quem sabe um dia vamos conhecer a turma de «vermelhinhos» que foram destaques nesse grande pulo «Colorado».

Um outro Partido que aumentou o fluxo de votantes quanto ás eleições de 2004, foi o Partido Independiente, com um perfil de votantes de centro, que além dos resultados eleitorais, procurou sempre se manter fora dos Partidos Nacional e Colorado pois não é o seu perfil, e assim que o Frente Amplio foi ganhando aquele corpanzil, também ficou afastado dessa proposta, se dividindo dos grupos políticos que preferiram manter uma representação parlamentar dentro do Frente Amplio e que fora dele ia ser impossível. Tendo um Deputado até hoje, já tem ganho mais um para o próximo período, que sendo muito pouco no hemiciclo parlamentar, é o duplo!!!

O Partido Nacional, foi mais um que após os primeiros resultados avaliados sob dados do ibope das empresas responsáveis, tais como FACTUM, EQUIPOS MORI e CIFRA, refletia decepção nos rostos dos candidatos pois acabou diminuindo daquele 34% em 2004 para 28,5. A noite ia trazer muitas surpresas ainda pois assim que o Pedro Bordaberry, do Partido Colorado, confirmou em Rodada de Imprensa que ele ia votar no Dr. Lacalle, do Partido Nacional na Segunda Rodada, nessa hora, os números mostravam que o Partido Nacional junto com o Partido Colorado iam ficar igualzinho que o Frente Amplio que ficou na liderança. Foi então que o astral dos candidatos do Partido Nacional e dos próprios «torcedores» todos eles na Praça Matriz, na frente da Casa do Partido Nacional, mudou de baixo para alto.

Por enquanto, o Frente Amplio, no mínimo sofreu «sufoco» dos votantes pois os seus fãs imaginaram que ultrapassar o 50% ia ser tarefa simples, aliás, garantindo a segunda presidência do Partidoe a primeira do José «Pepe» Mujica. O bondinho com destino ao «Sobe e desce» também ia ter ponto no Hotel NH Columbia, que ontem foi a sede do FA. No início, os números do ibope, atraíram os torcedores na orla da Cidade Velha, do lado do Hotel NH mas as informações mudaram e aquela tranqüilidade do início, tornou-se «sufoco» e a Rodada de Imprensa oficial dos candidatos não tinha abertura no horizonte, com certeza planejando estratégias da Diretoria para chutar logo sem erros que pudessem prejudicá-los nessa carreira rumo á Presidência no finalzinho do mês de Novembro.

Dentro deste ato democrático, inseriram-se mais duas escolhas para que o povo uruguaio avaliasse o que ia acontecer no futuro como o voto dos uruguaios que moram fora da divisa, que até ontem não tinham o privilégio de votar pelo correio e um outra escolha que tinha sido avaliada em 1989 quanto ao julgamento das maiores hierarquias militares nessa guerra perante os «Tupamaros» que hoje são governo. Segundo os propulsores deste último referendo, aqueles que apoiaram mais uma versão tendo fracassado a primeira faz 20 anos, confirmaram que naquela oportunidades, o povo uruguaio ainda tinha medo dos militares mesmo tendo democracia desde 1984. O cheiro dos ditadores estava nas redondezas, remarcaram logo.

Nem uma escolha, nem a outra conseguiram ultrapassar o 50%, porém sem ter aprovando o voto dos uruguaios no estrangeiro e o julgamento dos militares envolvidos nos crimes daquela época. Essas duas escolhas foram apoiadas num caso pelo Frente Amplio todo e no outro a grandíssima maioria desse partido político, porém, o fracasso desses dois resultados iam «machucar» a imagem do FA de olho na Segunda Rodada, fora que o «Pepe» Mujica, na Conferência de Imprensa deu um ziguezague na pergunta de um colega, dizendo apenas que ele não concorda com misturar eleições com referendos.

Pontos de inflexão e sobe e desces vários ocorreram desde ás 20:30 h do domingo 25 até as primeiras horas da tarde do 26 de Outubro e aqueles que mostravam sorriso no rosto no início, acabaram «sofrendo» no final. Na outra beira, os que não bracejaram bandeiras no começo e lotaram a cidade de silêncio, hoje respiram mais uma vez pois a vitória está pertinho e tanto. Perde-se o alvo das eleições, salientou o Mujica.

O Frente Amplio, «machucado» e suando bastante, não quebrou o calcanhar-de-aquiles e continua na luta ainda com maiores chances que o Bloco Político montado pelo Partido Nacional e Partido Colorado e de olho nessa Segunda Rodada, que poderiam ficar no eixo dos 2,5 á 3 pontos por baixo do Partido no Governo.

Se por acaso alguém tivesse vontade de dar uma verificada nos resultados após ter escrutado o 100% dos votos e faltando apenas os observados (1,3%), eis aqui o site da Corte Eleitoral uruguaia – www.corteelectoral.gub.uy

Os resultados até á Segunda 26 de Outubro ás 14:30 h detalham-se á seguir:

FRENTE AMPLIO: - 48,16 %

PARTIDO NACIONAL – 28,9 %

PARTIDO COLORADO – 16,9 %

PARTIDO INDEPENDIENTE – 2,47 %

As estratégias vão ser evidentes no decorrer dos próximos 34 dias e as bandeiras dos partidos vão sumir até domingo 29 de Novembro á noite na hora que se conheçam os primeiros resultados. Para atingir o objetivo da Presidência, as bandeiras uruguaias vão substituir as partidárias de um lado do outro. Sem sentimento mas com muita cabeça pois cinco anos de governo e bem-estar vão depender dessa atitude.

Empresas envolvidas no ibope das eleições uruguaias.

FACTUM – www.factum.com.uy

EQUIPOS MORI – www.equipos.com.uy

CIFRA – www.cifra.com.uy

Foto: (De esq. á dir.) Advogado e ex Presidente uruguaio 1990-1995, Luis Alberto Lacalle e Senador José «Pepe» Mujica.

Gustavo Espiñeira

Correspondente PRAVDA.ru

Montevidéu – Uruguai