Piratas sul-africanos roubam milhões de dólares em ouro por ano

Cerca de 300 milhões de dólares em ouro são roubados todos os anos pelos chamados "piratas das minas" na Africa do Sul, segundo um relatório publicado em Johannesburgo.

A magnitude do fenômeno é tamanha que pode provocar o fechamento das minas menos rentáveis, gerando supressões de emprego num setor primordial para a economia sul-africana, segundo o informe do Instituto de Estudos sobre Segurança (ISS, sigla em inglês). Pelo menos 41% do ouro são roubados por funcionários das minas e 56% por pessoas externas a elas.

O documento do ISS afirma que 280 milhões de dólares em ouro desaparecem todos os anos devido а ação de ladrões isolados ou de bandos especializados no tráfico de metais preciosos. "O roubo de ouro existe há tempos, estamos constantemente em alerta", confirmou Andrew Davidson, porta-voz do conglomerado mineiro Gold Fields, que tem um serviço especialmente dedicado a este problema.

A Africa do Sul também padece de um aumento da atividade mineira ilegal, com garimpeiros clandestinos que passam longos perнodos sob a terra com a cumplicidade de mineiros sindicalizados, que lhes fornecem alimentos, segundo o informe.

Segundo "Terra"