Marcha dos imigrantes hispânicosa nos EUA


As organizações de defesa dos imigrantes querem pressionar o Senado para obter uma reforma justa e humana da legislação relativa aos imigrantes.

O Congresso norte-americano debate há vários meses uma reforma que divide profundamente a maioria republicana, partilhada entre a sua ala mais conservadora que pretende apenas acentuar a repressão para lutar contra a imigração clandestina, e aqueles que defendem a legalização dos imigrantes, que representam uma mão-de-obra muito preciosa para a economia.

Os organizadores esperam delegações da Colifórnia e de outros Estados para pressionar os políticos a favor do tema, que ganhou força desde que centenas de milhares de imigrantes, especialmente latinos, saíram às ruas de várias cidades norte-americanas para exigir seus direitos.

Em Dezembro, a Câmara dos Representantes aprovou um projecto coercivo que criminaliza os clandestinos e prevê a construção de um muro de 1.000 quilómetros na fronteira mexicana.

Centenas de milhar de pessoas desfilaram em numerosas cidades norte-americanas a 1 de Maio pela defesa dos imigrantes. Os hispânicos são a principal minoria dos EUA, e sua presença é a que mais cresce nos últimos anos. Segundo dados aficiais divulgados na quarta-feira, 42,7 dos 296,4 milhões de habitantes dos EUA são de origem hispânica.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal