Author`s name Pravda.ru

Carlos Alberto foi suspenso do Corinthians por causa da insubordinação

Carlos Alberto foi suspenso do Corinthians por causa da insubordinação
Carlos Alberto foi suspenso do Corinthians por causa da insubordinação
O técnico Emerson Leão e a diretoria do Corinthians anunciaram, nesta quinta-feira, a suspensão do meia Carlos Alberto por tempo indeterminado. A medida é uma forma de punir o atleta por ter desrespeito o treinador no primeiro tempo do jogo contra o Lanús, quarta-feira, na Argentina.

A desavença entre o meia e o treinador aconteceu no primeiro tempo, logo depois que os argentinos viraram o placar e passaram à frente por 2 a 1. Irritado, o técnico Emerson Leão reclamou com Carlos Alberto, que retrucou. O treinador nem esperou Renato terminar o aquecimento e o colocou em campo no lugar do titular. Os dois continuaram discutindo asperamente e o clima ficou pesado no banco de reservas.

Logo após o jogo, ao ser questionado sobre o caso, Leão prometeu agir com rigor. "Não há nada para esconder. Houve uma insubordinação. Está definido e vamos resolver no Brasil. Vamos tomar atitude em relação a isso. Acontece, mas não deveria acontecer. Já que houve, tomaremos uma atitude. Foi uma encrenca? Foi! Mas pode deixar que vamos resolver. Vamos resolver, e bem!", afirmou.

A promessa foi cumprida. Nesta quinta, Leão anunciou a suspensão temporária do jogador, que no futuro pode sofrer alguma punição.

"O Carlos Alberto cometeu uma insubordinação, desrespeitando o treinador e a hierarquia, e está afastado até segunda ordem", esclareceu Leão, que teve o aval da diretoria em sua decisão.

Apesar da decisão, o técnico disse que não ouviu nenhuma ofensa dirigida diretamente a ele. "Ele não falou nenhum palavrão frente a frente. Só depois ouvi algumas coisas que não posso precisar. Mas dá pra imaginar o que foi", afirmou o treinador em tom irônico.

Segundo Leão, a punição não é uma forma de castigar o atleta, mas apenas de manter a disciplina e a hierarquia no clube.

"Não estamos aqui para punir ninguém com rancor. Queremos apenas o bem do Corinthians. Não vamos nos precipitar, mas também não vamos nos acovardar em nada", explicou.

Sem demonstrar nervosismo nem irritação, ele disse que a atitude é mais uma tentativa de acabar com as más atitudes do jogador. "Ele precisa crescer e assumir sua condição de profissional", finalizou.

A fonte é Pernambuco.com

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal