Inicia exploração de petróleo

Pela primeira vez, os residentes de São Tomé e Príncipe irão ter acesso ao benefício dos recursos nacionais. Pelo menos é isso que esperam.

O Contrato de Partilha em Conjunto para o Bloco I é a pedra de toque para Nigéria e STP, sendo resultado do sonho dos Presidentes Obasanjo da Nigéria e Miguel Trovoada de São Tomé.

Sob as administrações destes presidentes, as fronteiras marítimas foram estabelecidas e daí, traçaram-se os limites nacionais dos recursos sob a Zona Conjunta de Desenvolvimento.

Esta Zona foi definitivamente estabelecida em 21 de Fevereiro de 2001, seguindo as normas da lei marítima da ONU. É governada pela Autoridade de Desenvolvimento Conjunto.

Fátima CHANTRE PRAVDA.Ru ÁFRICA