Implantar o português em Timor-Leste

Dos 267 professores, 97 são enviados pelo Ministério da Educação em Portugal. Além de formarem os professores timorenses, dão aulas na Universidade Nacional de Timor Loro Sae (UNTL) e formam funcionários públicos e trabalhadores e membros de outras instituições.

José Revez culpa a ocupação da Indonésia pela quase destruição das raízes da língua portuguesa, que juntamente com o tétum, constitui uma das duas línguas oficiais de Timor Loro Sae.

O adido para a educação explicou que a formação dos professores timorenses faz parte duma nova estratégia de ensino por Portugal, iniciado no ano passado.

Lao MENDES PRAVDA.Ru DILI TIMOR LORO SAE

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal