Polícia de choque contra estudantes

O Bloco de Esquerda considera lamentável que o Reitor da Universidade de Coimbra tenha solicitado a presença do corpo de intervenção policial para condicionar o acesso dos estudantes à reunião do Senado Universitário.

Uma estrutura académica da qual, convém não esquecer, a maioria dos alunos presentes faz parte por direito próprio.

A violência da intervenção policial, que chegou a recorrer ao gás de pimenta para dispersar os estudantes, faz lembrar imagens que se julgava extintas no Portugal democrático e responsabiliza o reitor pelos acontecimentos e o governo pela violência das suas políticas para o ensino superior público.

Nunca, em 30 anos de democracia, um corpo policial entrou ou condicionou a entrada numa universidade pública. Que o mesmo aconteça em Coimbra, cidade marcada pela luta estudantil pela democracia, é significativo da insatisfação existente nas universidades portuguesas com uma política de progressiva privatização do ensino superior, como se verifica no OE para 2005 apresentado pelo Governo. Bloco de Esquerda