Confederação Nacional da Indústria prevê crescimento de 6% neste ano

“O ritmo do aumento da produção e do emprego industrial nos últimos meses nos permite esperar um crescimento de 6%”, disse o presidente da CNI, Armando Monteiro.

Monteiro admitiu que há uma pressão inflacionária que pode provocar a alta das taxas de juros. Segundo ele, isso seria indesejável porque, se houver um sinal de elevação dos juros, as metas de crescimento de médio prazo serão afetadas.