Portugal: Eleições Autárquicas – Muito barulho, pouco a dizer

Apesar dos galos da direita cantarem vitória dos telhados, não se pode dizer que as eleições autárquicas foram um desastre para ninguém

O Partido Socialista perdeu as importantes e emblemáticas câmaras de Lisboa e Coimbra ao PSD/PSD coligação; o PSD sem coligação ganhou apenas 13% do voto; a CDU (Coligação Democrática Unitária - Comunistas e Verdes) consolidaram-se como a terceira força nestas eleições. Todos os outros partidos tiveram pouca expressão a nível nacional.

A CDU cresceu em Lisboa e Porto. Em Lisboa ficou em terceiro lugar e não só aumentou a percentagem mas também o número de votos; a mesma coisa aconteceu na cidade do Porto.

Resultados de 2017 e 2021

 

Partido (SIGLA) (orientação) Votos   percentagem 2017  Votos    percentagem 2021

 

Partido Socialista (PS) (Centro-Direita) 

1.956.703 37,82%       1.705.025 34,34%

 

Partido Social Democrata (PSD) (Direita, neo-liberal) 

831.551 16,07%         660.384   13,30%

 

Coligações Centro-Direita PSD e Centro Democrático Social-Partido Popular (CDS-PP) (Conservador, direita)

817,774 15,79%   530.908  10,69%

 

Coligação Democrática Unitária (CDU) (Comunistas e Verdes) 

489.189 9,46%   407,142   8,19%

 

Bloco de Esquerda (BE) (Esquerda) 

170,027 3.29%    136.581  2,75%

 

Centro Democrático Social-Partido Popular (CDS-PP) (Conservador, direita) 

134,311 2,6%     74.1991,49% 

 

 

 

 

Pravda.Ru

Contacto: jornalpravda@gmail.com