Lista de Património Mundial: Primeiro jardim tropical moderno - Brasil

Brasil, Sítio Roberto Burle Marx

Situado a oeste do Rio de Janeiro, o local incorpora um projeto de sucesso desenvolvido ao longo de mais de 40 anos pelo arquiteto paisagista e artista Roberto Burle Marx (1909-1994) para criar uma “obra de arte viva” e um “laboratório paisagístico” usando plantas nativas e com base em ideias modernistas. 

Iniciado em 1949, o jardim apresenta as principais características que definiram os jardins paisagísticos de Burle Marx e influenciaram o desenvolvimento de jardins modernos internacionalmente. 

O jardim é caracterizado por formas sinuosas, plantio em massa exuberante, arranjos arquitetônicos de plantas, contrastes dramáticos de cores, uso de plantas tropicais e a incorporação de elementos da cultura popular tradicional. No final da década de 1960, o local abrigava a coleção mais representativa de plantas brasileiras, ao lado de outras raras espécies tropicais. 

No local, 3.500 espécies cultivadas da flora tropical e subtropical crescem em harmonia com a vegetação nativa da região, notadamente manguezais, restinga (um tipo distinto de floresta tropical úmida costeira e subtropical) e a Mata Atlântica. O Sítio Roberto Burle Marx apresenta uma concepção ecológica da forma como processo, incluindo a colaboração social que é a base da preservação ambiental e cultural. É o primeiro jardim tropical moderno a ser inscrito na Lista do Patrimônio Mundial.

Pravda.Ru

Tradução exclusiva por Ekaterina Santos

Contacto: jornalpravda@gmail.com