Tropas brasileiros rumo ao Timor-Leste

Os 75 elementos juntar-se-ão aos 50 já no país mais novo do mundo, que Sérgio Vieira de Mello ajudou a se levantar. Os timorenses não se sentem seguros, pois temem a infiltração de grupos armados vindos de Timor Ocidental e sentem mais confiança em soldados de língua portuguesa, nomeadamente brasileiros e portugueses, também muito estimados entre a população local.

Os 125 soldados brasileiros constituirão cerca de um terço da força da paz da ONU no país (terá 320 efectivos).

Márcia MIRANDA PRAVDA.Ru