A Economia Moral de E.P. Thompson

09 e 10 de Outubro – ICS da UL. As relações entre economia, cultura e política em discussão num seminário promovido pelo Instituto de Ciências Sociais - Será a economia moral uma morada a que conviria regressar? Faz sentido voltar a defender uma esfera económica estatal? Que preceitos morais e culturais que estão implicados nas relações económicas?

 

No actual contexto da crise financeira, o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa organiza um vasto debate sobre as relações entre economia, cultura e política. A pretexto do lançamento de "A Economia Moral da Multidão na Inglaterra do Século XVIII" - texto clássico que vai ser agora publicado em Portugal pelas Edições Antígona -, reúnem-se historiadores, economistas, antropólogos e outros cientistas sociais de renome internacional para reflectir sobre a obra de E.P. Thompson”, um dos mais importantes historiadores do século XX.

 

Para lá da ficção de que os mercados funcionam mecanicamente, há que descobrir os preceitos morais e culturais que estão implicados nas relações económicas. Este é um dos traços mais importantes da obra de Thompson, que é agora debatido na conferência “A Economia Moral de E.P. Thompson”, a realizar dias 09 e 10 de Outubro, no ICS, em Lisboa.   

 

Diálogos com Thompson

Esta conferência é coordenada por José Neves – investigador do ICS – e nela serão apresentados os trabalhos de historiadores, economistas, antropólogos e outros cientistas sociais portugueses de referência. Um painel de nomes conhecidos - formado por José Manuel Sobral , Fátima Vieira, José Maria Castro Caldas, entre outros - irão comentar os trabalhos apresentados.

 

Licenciado em História Moderna e Contemporânea e doutorado em História com uma dissertação intitulada Comunismo e Nacionalismo em Portugal – Política, Cultura e História no Século XX, pelo ISCTE, José Neves tem-se interessado pela história das ideias marxistas e pela história das historiografias comunistas, tendo coordenado Da Gaveta para Fora – Ensaios sobre Marxistas. O investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa tem ainda tomado parte em debates intelectuais em torno do pensamento radical contemporâneo.

 

Imago

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal