Desemprego no sector de saúde

Um grupo de mais de 60 profissionais de centros de saúde vão receber os impressos da Administração Regional de Saúde de Lisboa para se inscreverem no candidatarem-se ao subsídio de desemprego. São trabalhadores com três, quatro, cinco e seis anos de trabalho. Os profissionais vão-se embora resultado de um Decreto-Lei do governo. Não serão substituídos. Em todo o país, a partir de amanhã, haverá milhares de profissionais de saúde na mesma situação.

Os profissionais de saúde irão receber os impressos às 9.30, na ARS de Lisboa, na Avenida dos Estados Unidos da América, nº 75.

Contactado pelos trabalhadores, o dirigente do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, estará presente no acto simbólico.

Bloco de Esquerda