Pais das escolas protestam contra irregularidades no ensino básico

Os pais das escolas em Portugal protestam contra irregularidades no ensino básico.

Assim, os pais da escola básica de Santa Ana, em Famalicão, fecharam-na esta segunda-feira (17), a cadeado, em protesto contra a falta de funcionários, acusando a DREN de «incompetência», disse à Lusa o presidente da Associação de Pais.

 Por seu lado, a população de Covas, em Vila Verde, impediu que 20 alunos em idade escolar se deslocassem em autocarro até à escola básica da Portela do Vade, alegando que o estabelecimento de ensino local tem condições para funcionar.

 Sobre a escola de Famalicão a associação de pais explica que a escola tem três funcionários no quadro, dos quais dois encontram-se de baixa, um por doença prolongada, o que deixa as crianças sem qualquer vigilância, dado que a única auxiliar de educação apenas começa a trabalhar às 10:30.

Em Vila Verde , uma das mães dos alunos disse à Lusa que o boicote às aulas, que começou segunda-feira, se prolongará durante a semana para pressionar as autoridades governamentais a voltarem atrás na decisão de encerrar a escola da localidade.