Kuleba acusou a Rússia de tentar criar condições especiais para o Nord Stream 2

Dmitry Kuleba, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, acusou a Rússia de tentar estabelecer condições especiais para o Nord Stream 2. Ele também disse que a Federação Russa está exercendo pressão em várias frentes da guerra híbrida ao mesmo tempo.

O ministro disse que os países membros da UE concordam que a Rússia está em busca de preferências. Ele enfatizou que o projeto do gasoduto principal deve estar subordinado ao Terceiro Pacote Energético da UE.

"Só então o Nord Stream não se tornará uma arma do norte", relatou RIA Novosti.

Kuleba está confiante de que a Federação Russa exerce pressão nas frentes da guerra híbrida, aproveitando a crise migratória na fronteira da Bielo-Rússia, agravando a situação na fronteira com a Ucrânia, e também envidando esforços para paralisar o "formato da Normandia" e o Processo de Minsk. Em sua opinião, o procedimento de certificação Nord Stream 2 não é exceção. Ele chamou todos os elementos acima do jogo que a Rússia está jogando.

Anteriormente, o secretário de imprensa do presidente russo, Dmitry Peskov, negou a opinião de que a decisão de suspender a certificação do gasoduto foi politizada. Ele afirmou que este é um processo difícil que requer paciência.