Corrupção: Peru enfrenta crise

O esquema de favorecimento ilícito foi na concessão de cinco campos de petróleo no país latino-americano à empresa uma empresa norueguesa foi descoberto através de fitas de vídeo. Nelas estavam gravadas imagens  do ministro da Agricultura no primeiro governo García, Rómulo León alegría, e um membro do diretório estatal e ex-advogado do presidente, combiando o recebimento de propina para o favorecimento da empresa norueguesa.

As imagens foram entregues a um canal de televisão peruana pelo ministro do Interior do governo anterior de Alejandro Toledo, Fernando Rospigliosi. Ele disse à imprensa que as fitas chegaram às suas mãos de maneira anônima.

Em entrevista a uma rádio peruana, Valdivia negou qualquer participação no esquema e afirmou ter renunciado por "dignidade e respeito ao presidente García".

Os protestos ocorridos em várias cidades peruanas nesta semana estavam planejados semanas antes do surgimento do escândalo. Mas eles refletem a frustração com o governo García e o temor de que a crise financeira internacional afete o país.

Segundo o Instituto Ipsos Apoyo, a taxa de aprovação do presidente caiu para 19% e a maior queixa dos peruanos é a corrupção. 

últimos materiais