Preços do leite não vão baixar apesar de aumento da produção

Os ministros da Agricultura da União Europeia aprovaram em Bruxelas um aumento de dois por cento da quota de produção de leite para este ano. Portugal votou a favor mas se juntou a uma declaração em defesa das regiões mais frágeis.

O ministro Jaime Silva explicou que "Portugal acabou por apoiar a proposta com uma declaração convidando o Conselho e a Comissão a terem em conta as conclusões" de um estudo encomendado pelo próprio executivo comunitário, que identifica a médio prazo alguns problemas para algumas regiões da UE, mais expostas à liberalização do mercado a partir de 2015, segundo RTP.

Jaime Silva já ressalvara à entrada para a reunião de ministros da Agricultura dos 27 que este aumento de quotas, decidido para responder à forte procura, não terá grandes reflexos numa eventual descida dos preços.

"Pensamos que estes 2 por cento poderão ajudar a estabilizar os preços mas não há que ter ilusões sobre descidas substanciais de preços", afirmou.

A proposta da Comissão recebeu o voto contra de dois Estados-membros, Alemanha e Áustria.