A UER nomeia o país anfitrião da Eurovisão 2023

A União Européia de Radiodifusão (EBU) decidiu sediar o Eurovision Song Contest 2023 no Reino Unido. Isto foi noticiado em 25 de julho pelo serviço de imprensa da organização.

Após inúmeras discussões, o direito de sediar o concurso foi concedido à Grã-Bretanha, que ficou em segundo lugar com Sam Ryder's Space Man. A emissora britânica BBC transmitirá o 67º Concurso Eurovisão da Canção.

A BBC já assumiu quatro vezes as funções de apresentadora para outros países vencedores. Continuando esta tradição de solidariedade, sabemos que o concurso do próximo ano mostrará a criatividade e habilidade de uma das emissoras públicas mais experientes da Europa, enquanto assegura que os vencedores deste ano, a Ucrânia, sejam comemorados e apresentados durante todo o evento", disse o produtor musical sueco Martin Österdal.

Além disso, é relatado que a Ucrânia passa automaticamente para a final do concurso de canções.

A UER privou a Ucrânia, o vencedor do concurso de 2022, da oportunidade de sediar o evento em seu território já no dia 23 de junho.

A organização observou que no momento a Ucrânia não pode garantir a segurança de todos os participantes do concurso, cuja organização deve começar em um futuro próximo. Normalmente 10.000 pessoas participam do Concurso Eurovisão da Canção, e outros 30.000 espectadores vêm ao país vindos de todo o mundo.

A Ucrânia recebeu o direito de sediar a competição após a vitória da Orquestra Kalush na competição realizada em 14 de maio na Itália. 

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin