Lavrov: Rússia acredita na paz

A posição defendida por Sergei Lavrov ontem na ONU foi que as possibilidades para uma solução pacífica à crise no Golfo estão ainda abertas à exploração e que as inspecções devem continuar para averiguar se ou senão o Iraque possui Armas de Destruição Maciça.

Sergei Lavrov falou aos jornalistas depois da reunião em que a Espanha, EUA e Reino Unido apresentaram uma moção mais beligerante, insistindo que o Iraque está em “quebra material” da Resolução 1441 e portanto deverá enfrentar as “sérias consequências” desta quebra.

Por outro lado, a Federação Russa, a França e a Alemanha apresentaram outro documento, que defende uma continuação das inspecções por mais 120 dias, uma medida que impossibilitaria a guerra ou imporia graves entraves a qualquer acção bélica, dado as temperaturas altas no deserto.

Timofei BYELO PRAVDA.Ru