Pessoal Geral Russo: A Suécia e a Finlândia são uma ameaça à segurança militar da Rússia

Valery Gerasimov, Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Rússia, nomeou duas novas ameaças à segurança militar da Rússia. Em uma entrevista ao jornal Arguments and Facts, Gerasimov disse que a incorporação da Finlândia e da Suécia na Aliança do Atlântico Norte era uma dessas ameaças.

"Até hoje, as aspirações da Aliança do Atlântico Norte de se expandir com a ajuda da Finlândia e da Suécia, bem como o uso da Ucrânia como uma ferramenta para travar uma guerra híbrida contra nosso país se tornaram tais ameaças", disse Valery Gerasimov, Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas russas.

Segundo Gerasimov, a fim de neutralizar estas ameaças, a administração russa estabeleceu a tarefa de ajustar o Plano de Construção e Desenvolvimento das Forças Armadas russas.

A Rússia moderna nunca encontrou tal intensidade de hostilidades como durante a operação especial na Ucrânia, acredita Gerasimov. Além disso, as Forças Armadas russas são forçadas a enfrentar quase todos os países do Ocidente coletivo, observou o chefe do Estado-Maior Geral.

"É quase todo o Ocidente coletivo que está enfrentando nosso país e suas forças armadas hoje", acrescentou Gerasimov.

Na entrevista, Gerasimov também disse que o Estado-Maior General estava tomando todas as medidas para alcançar os objetivos da operação especial, bem como para garantir a segurança militar da Rússia.

Foi realizada uma mobilização parcial na Rússia a fim de estabilizar a situação e proteger os novos territórios russos. O sistema de mobilização não estava totalmente preparado para atender às novas relações econômicas, e era preciso corrigir isso em andamento, acrescentou ele.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin