A Rússia não planeja declarar guerra à Ucrânia para anunciar a mobilização total das tropas

A Rússia não tem a intenção de declarar oficialmente guerra à Ucrânia

Relatórios em vários meios de comunicação ocidentais sobre a suposta intenção das autoridades russas de anunciar a mobilização geral na Rússia não são verdadeiros fatos, disse em 9 de maio o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

"Isso não é verdade, isso é um disparate", disse o porta-voz do presidente russo aos repórteres. De acordo com ele, não vale a pena ouvir tais informações.

Peskov também negou os rumores sobre a intenção da Rússia de declarar oficialmente guerra à Ucrânia no dia 9 de maio.

Anteriormente, a CNN e algumas outras publicações relataram que as autoridades russas estavam se preparando para declarar oficialmente guerra à Ucrânia num futuro próximo, a fim de dar início a uma mobilização total das tropas na Rússia e acelerar o ritmo da operação especial no território da Ucrânia. As publicações, embora citando alguns especialistas que entrevistaram, disseram que isso poderia acontecer já em 9 de maio, quando a Rússia comemora o Dia da Vitória.

O canal de TV, entre outras coisas, citou o Secretário de Defesa britânico Ben Wallace, que disse em uma entrevista com a LBC Radio que Putin tentaria parar de chamar o que está acontecendo na Ucrânia de "operação especial".

De acordo com a CNN, em 9 de maio, Moscou também poderia anunciar a anexação de Donetsk e das Repúblicas Populares de Luhansk à Rússia (a Rússia reconheceu sua independência em 21 de fevereiro). Nos relatórios acima mencionados, a CNN fez referência ao porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, e ao Embaixador dos EUA na Organização para Segurança e Cooperação na Europa, Michael Carpenter, que admitiu tal possibilidade (este último disse que não podia falar sobre as intenções de Moscou).

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name Petr Ermilin
X