Doadores aumentam optimismo an África Austral

O Programa Alimentar Mundial (PAM) da ONU anunciou que a comunidade internacional correspondeu com 25.2 milhões de USD em materiais e fundos de apoio para a África Austral para contribuir para as operações de emergência que visaram trazer comida às populações em risco de fome.

A maior fatia veio do Japão, um país que tradicionalmente contribui muito para a comunidade em necessidade, mas que, devido a razões culturais, em que pretende manter-se discreto, nunca é reconhecido como o grande dador que é, pelo resto da comunidade internacional.

Outros dadores importantes foram o banco de Desenvolvimento Africano, Alemanha e Canadá. A operação de aliviar as populações em risco de fome está fundeada em 62%. 12 milhões de pessoas que vivem entre Zimbabwe, Zâmbia, Moçambique, Malawi, Lesoto e Suazilândia estavam, e estão, em risco, devido a ciclos sucessivos de seca e cheia.

Judith Lewis, a Coordenadora da Região da África Austral da PAM, disse à imprensa que “Estas doações vieram a tempo para que os canais de alimentação não parassem, mas ainda não passou o perigo. A comida está a escassear-se e as milhões de pessoas não podem sobreviver durante os próximos meses sem um fornecimento contínuo de comida pela comunidade internacional”.

Bento MOREIRA PRAVDA.Ru MAPUTO MOÇAMBIQUE

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal