Pravda.ru

Notícias » unknown


Que lentidão na imprensa russa!

30.08.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Todos os dias leio a PRAVDA.Ru para ver como os russos estão a pensar e o quê é que estão a fazer.

No entanto noto que quando há eventos urgentes, como por exemplo a queda dos aviões, toda a imprensa russa é muito mais lenta do que a imprensa internacional.

PRAVDA.Ru às vezes é mais rápido que os outros órgãos russos mas mesmo assim, muito atrás das agências internacionais às vezes.

Se bem que se pode dizer às vezes não, porque de vez em quando vocês têm cobertura quase em cima do momento. Poderia explicar, por favor, essas descrepâncias?

João Palmeira SINTRA PORTUGAL

Caro João,

Muito obrigado pela sua pergunta e vou ter muito prazer em explicar.

Estamos confrontados aqui com duas escolas de jornalismo. Não vamos dizer que uma é melhor que a outra e não vamos dizer que uma é pior. São diferentes e por quê?

Na Europa Ocidental e no Mundo Ocidental em geral, se preza a rapidez da notícia e até se paga por isso. Eu pessoalmente ganhei vários prémios de rapidez por relatórios desportivos, por notícias do tipo "breaking news".

No entanto, há uma diferença entre relatar um evento desportivo e um evento complexo como a queda dum avião, ou dois aviões. Se o João lesse os relatórios da imprensa internacional (Ocidental) teria tido um ataque de consternação tão grande que talvez ainda hoje estaria deitado na sua cama. A soro, a leite e papas.

Nada dava certo, nem os horários dos voos, nem o número das vítimas, nem o tipo dos aviões, nada, nada, nada. Quanto mais se lia, mais confuso se ficava.

A escola Ocidental preza a rapidez da notícia e tem por exemplo o SKY NEWS que diz que tem repórteres em todo o lado mas também tem repórteres que dizem a soldados norte-americanos no Iraque "Vocês estão aqui para se vingarem do 9/11, não é?"

Por incrível que pareça, se eu não dissesse agora que o 9 de Setembro não tem nada a ver com o Iraque, ou melhor, o Iraque de Saddam Hussein não tem nada a ver com o 9 de Setembro, poderia passar a ideia que sim senhor, uma coisa tinha a ver com a outra e é isso que a imprensa Ocidental deixa passar.

A Federação Russa é um país enorme e há a tradição de esperar por todos os factos de qualquer evento, deixar chegar os jornalistas ao local e ver exactamente o que está acontecendo. São 34 pessoas ou 35 ou 54 ou 45?

Caiu antes ou depois da explosão? O AFP escreve uma coisa, o SKY outra, e por ai fora. Quando os ocidentais estão a dizer que caíram dois aviões, o TASS por exemplo está dizendo que caiu um e que há indícios de outro acidente.

Na altura, PRAVDA.Ru dizia sempre que havia dois aviões mas que não se sabia por quê caíram e continuamos até hoje a ter muito cuidado em relatar o evento pois há muita coisa que a imprensa ocidental nem pega.

Por exemplo, o hexogénio. Quem tem acesso a isso? Os chechenos terroristas? Seus apoiantes? Quem são? (Teria uma grande surpresa se soubesse os boatos…mas são boatos). As forças armadas russas têm acesso ao hexogénio, também os israelitas. Pois, sabe, estão a ser investigados muitos nomes nestes voos e não são todos do tipo “Abdullah”.

A questão é que uma notícia tem de ser baseada na verdade. Por muito que a imprensa russa tenha sido acusada de todo o tipo de horrores no passado, não é bem assim, como constatamos hoje.

Há que analisar a notícia, enviar os jornalistas para falarem com os testemunhas, assistirem às conferências de imprensa, verificar as fontes, etc.

Se bem que haja aqueles que pegam num laptop/notebook ou PC, se sentam num cantinho, copiam e colam todas as notícias da Internet num documento de Word e depois re-escrevem tudo, incluindo frases do tipo “Nossos jornalistas foram informados que…”, tem de haver um mínimo de orgulho.

PRAVDA.Ru pode ser copiado e sabemos que somos, aliás tenho pessoas a trabalhar nisso por termos de copyright. Mas eu não me preocupo com isso. O que eu não admito é que sejamos acusados de falta de profissionalismo porque se há uma coisa que detesto, é ser acusado de fazer coisas que eu não faço.

Muitos são os jornais que pegam tudo da Net e forjam uma peça. Nós não. Preferimos esperar o tempo que for preciso, ir dando os factos de forma que eles aparecem e apresentar a verdade.

PRAVDA em russo quer dizer VERDADE.

Não especulação. Lê por favor as nossas peças sobre o desastre dos aviões e as compare com as que lê na imprensa internacional.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
4653
Loading. Please wait...

Fotos popular