Pravda.ru

Notícias » unknown


Críticas aos americanos

29.08.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Modéstia à parte, desde muito jovem, eu sabia quem eram eles e dediquei boa parte da minha vida a combate-los com a ajuda da União Soviética.

Mas de repente, no meio da luta, a Russia nos abandonou a todos e agora, temos que ler o Pravda falando mal dos americanos enquanto a Russia democratica massacra os chechenos.

Espero que a Coca Cola que a senhora deve estar bebendo esteja gelada, pois Coca Cola quente faz um mal terrível para a dignidade das pessoas.

Cordialmente Leo Amorim

PS: Faço esse sofrido protesto em nome de tantos amigos revolucionários mortos no Brasil por ordens norte- americanas e com a conivência do enorme, brutal e desumano silêncio tovarik na década de 70.

Caro Leo,

Muito obrigado pela sua carta, que levanta questões interessantes.

Em primeiro lugar, sim, somos PRAVDA On-line, ou seja, Pravda.Ru. Depois de Eltsin fechar a PRAVDA em 1991, nosso Presidente lutou para re-abrir e registou Pravda.Ru como jornal da Internet porque outros já tinham registado PRAVDA impressa (bumaga). Os dois jornais têm excelentes relações mas a verdade é que nós chegamos a dois milhões de leitores por dia e eles têm cerca de seis mil.

Fico muito feliz que gosta do nosso jornal mas relativamente à questão dos ataques, queria frisar que não estamos obsecados em atacar os norte-americanos todos os dias, nem temos nada contra eles.

Conheço muitos norte-americanos e gosto imenso deles. O que não gosto e o que criticamos aqui é a atitude prepotente com que certos governos gerem sua política externa, é esta onda fascista que veio outra vez com...pessoas...com o calibre de Rumsfield e Cheney e Bush, é esta política assassina, é os crimes de guerra, o massacre de pessoas inocentes e a constante intrusão nos assuntos internos dos países.

Ora bem, a Rússia não abandonou ninguém. A União Soviética, as suas metas atingidas em pleno, já não tinha razão de existir e teve de se transformar num modelo mais ajustado à realidade do país. Eis a Federação Russa, solidário com a comunidade internacional, toda a comunidade internacional e não apenas os sicofantes, os lacaios, e de viva voz contrariando as atitudes fascizantes dos EUA.

Evidentemente, para colocar sua casa em ordem, teve de abandonar certos projectos mas posso dizer-lhe, Leo, que o governo da Federação Russa está empenhada em ajudar América Latina e está muito interessado em colaborar com o Brasil e os brasileiros.

Quanto à sua referência de Pravda.Ru falar mal dos americanos "enquanto a Rússia democratica massacra os chechenos" gostaria de informar o senhor que as forças federais russas travam uma luta terrivel com terroristas, que muita gente, incluindo os norte-americanos, chamavam durante muito tempo de "libertadores".

Há dois séculos tem havido problemas graves com elementos bandidos e são esses elementos criminosos que estão a ser exterminados, para que a população civil da República da Tchetchenia possa viver em paz, dentro da Federação Russa é foi essa a vontade expressa pela grande maioria da população no recente referendo.

Sugiro que leia as nossas páginas com atenção e ficará informado, sem qualquer partidarismo na nossa parte, sobre os eventos na Federação Russa.

Nunca gostei de refrigerantes e por isso Coca-Cola não figura, nem nunca figurou, na mesa à minha frente, por isso o que eu bebo fresco é cerveja, vinho ou cachaça.

Um abraço de amizade e de solidariedade com o senhor e os caídos na luta contra o Fascismo. A apontar que vem nova onda aí.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
3715
Loading. Please wait...

Fotos popular