Pravda.ru

Notícias » unknown


CORRESPONDENTE DO DIARIO DE NOTICIAS, SÉRGIO BARRETO MOTTA NO RIO DE JANEIRO

27.05.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

No artigo do dia 24-5 sob o titulo: “Bush recebe o seu homólogo brasileiro”, demonstra o seu desconhecimento, não só sobre o que se passa no Brasil, mas em especial sobre o que se passa na América do Sul.

Sobre o primeiro encontro de Lula com Bush, que ele declara ter sido apenas formal, antes da posse, esse senhor desconhece o ritual dos eleitos, em especial depois das ditaduras impostas pelos norte-americanos ao Brasil.

O encontro ou desencontro, como aconteceu com Fernando Henrique Cardoso, com o presidente da USA, ocorre, como para reconhecer o predomínio do senhor do norte.

O povo que votou no Lula, esperava que ele não fizesse o que fez, mas isso é outra historia. Continua o correspondente: “Agora dia 20, já como chefe do governo brasileiro, Lula vai novamente a Washington para uma reunião na Casa Branca.”

“De lá para cá, muita coisa aconteceu. Os interesses conflitantes entre os dois países acentuaram-se.” Aí é que esse senhor demonstra a sua incompetência como jornalista. Pois com a criação dos “Amigos da Venezuela”, o Lula ajudou de mais a USA a continuar intervindo nos assuntos internos desse país. Nada adiantou o pedido de Hugo Chaves, para que Lula colocasse entre os amigos (os verdadeiros) a França e Rússia, pois o presidente Bush não aceitou.Quem da aval, ou não, sobre o que se passa no Brasil, é o Bush. Com o aval de Lula, a USA agora tem oficiais no Paraguai, treinando o seu exercito, com desculpas mil. Com o aval de Lula, a situação na Colômbia piorou para a FARC.

Vou ignorar muitas besteiras escritas por esse Sr, e vou a mais gritante. “Para o desagrado de Bush, Lula deu apoio incondicional ao venezuelano Hugo Cháves, repudiou a guerra contra o Iraque, evitou criticas fortes a Fidel Castro e ainda procurou unir as nações sul-americanas, de modo que todos dialogassem em conjunto com Washington.”

Sobre a Venezuela - melhor ajuda aos norte-americanos Lula não poderia ter dado, repudio a guerra - repetiu forçosamente FHC, seguindo vontade do nosso povo, criticas a Fidel Castro - fortes ou fracas eram impossível no governo anterior. O ultimo item, a sua ida a Washington, já demonstra estar fora de seu programa o dialogo em conjunto.

Continua: “Para os analistas políticos em situação normal, Bush procuraria isolar Lula, mas o panorama mundial é diferente.”

Já não consigo mais, só chamar de besteiras o que esse senhor Sérgio Barreto Motta escreve e não tendo mais paciência para ler tantas e tantas burrices, só deixo para o Sr. uma dica:

Lula vai falar com Bush, o patrão, para lhe informar o que foi dito na reunião em Cuzco e perguntar qual deverá ser o seu próximo passo, a fim de não deixar os seus colegas desconfiados. Logicamente, não podemos ser comparados em subserviência a Portugal, onde os seus dirigentes não passam de recepcionistas, quando encontram grandes dirigentes; como aconteceu na ultima reunião de Bush e Blair em uma base norte-americana em Portugal.

No futuro podemos conversar sobre o que parece ser e o que é!

Armando COSTA ROCHA PRAVDA.Ru BRASIL

 
3254
Loading. Please wait...

Fotos popular