Pravda.ru

Notícias » unknown


PT, o partido dos delubios

20.08.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Cabe as cafetinas de plantão, os doleiros, os marqueteiros, presidiários, traidores, infratores, delatores, e até neo-vedetes, mulheres que buscam uma vida mais fácil... Estes são os que desfilaram pelos corredores do Congresso e que agora desfilam pelas nossas vidas, se dizendo ser até prisioneiros políticos, por certo, inspirados na história de José Dirceu, claro!

O presidente se diz traído. Não revela por quem. Na outra extremidade, Delubio Soares, sendo sempre guiado por um motorista do PT, depois de dar mais uma cusparada jocosa na cara do cidadão brasileiro pela tela de tv, revela que não vai delatar ninguém, que não vai entregar nenhum companheiro. Será que os que traíram Lula são os mesmo que Delubio afirma não delatar?! Bom, está turma está sempre junta, desde de 1995, quando José Dirceu assumiu a presidência do Partido dos Trabalhadores.

O PT pegou carona na história de Marcos Valério, seu embaixador, e colocou seus nomes destacados na mesma lista dos corruptores de outrora. O Partido dos Trabalhadores é exatamente isto que está aí; o partido que admite e abona as manobras escandalosas de José Dirceu & cia, que avaliza o recebimento de propina por seus deputados, que acha aceitável as atitudes criminosas orquestradas por Silvio Pereira, Delubio Soares e Marcelo Sereno, todas avalizadas pelo seu ex-presidente, o ex-guerrilheiro que abateu a ética política. José Genoino, depois de assinar em baixo de tudo que o PT fez durante o governo Lula, sumiu, desapareceu. Por certo ‘está em casa, guardado por Deus, contando vil metal’.

Todos estes, sem nenhuma exceção, pertencem aos quadros destacados do PT, pois nenhum deles recebeu uma punição do partido. O PT é refém das suas maracutaias, das suas atitudes ilícitas e criminosas, vivas nas lembranças de José Dirceu e pares. O partido está entorpecido pela sua memória e tem medo de lembrar do que sabe. Por isso, ao exemplo de Delubio, mente, falseia e se incrimina cada vez mais frente à opinião pública. As desculpas pedidas à Nação pelo PT, são apenas para aferir esta culpa, para justificar a consciência da continuidade no erro, decisão tomada e assumida pela sua direção.

Lula, em outro palanque, sintonizando o mesmo discurso e representando a mesma comédia, pede punição aos culpados para não punir ninguém, para deixar tudo como está. Enquanto isso, vemos boiar no grande mar do medo e da corrupção, os corpos frios da esperança e de Celso Daniel, testemunhas caladas da história apócrifa do partido da conivência.

É nesta marcha batida para a forca que o governo Lula negociou com todos, para não sancionar o aumento aprovado pelo senado do Salário Mínimo. Ora, para não remunerar melhor o trabalhador brasileiro, Lula faz de tudo, até negociar com o capeta. Por que o presidente não faz o mesmo para renegociar os juros da dívida externa, aqueles mesmo que roubam do povo, do trabalhador, R$15 bilhões mensais a título de rolagem da dívida? O Brasil está quebrado é pela manutenção desta política, que prefere doar o dinheiro arrecado pelos municípios e estados ao FMI, que investir aqui. E Lula e o PT que falaram tanto na auditoria e renegociação da dívida externa... Na Argentina, depois da postura austera do seu presidente junto ao Fundo, o país reencontrou o caminho do desenvolvimento, crescendo a índices de 9,8% ao ano. No Brasil, não passamos da média de 2% ao ano. Apenas, 80% menos que a da Argentina, que é infinitamente menor que nossas possibilidades...

Este é o governo Lula, este é o governo companheiro, generoso igual coração de mãe, que não consegue nunca corrigir e nem ver os erros e vícios dos filhos. Uma pena!

Petrônio Souza Gonçalves jornalista e escritor belooriente@cidademais.com.br

 
3813
Loading. Please wait...

Fotos popular