Pravda.ru

Notícias » unknown


Direito do Consumidor: CONTINENTE, LISBOA

13.09.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Ao entrar no supermercado CONTINENTE no COLOMBO em Lisboa, tiram-nos os sacos e selam com fita colante, porque temem que roubemos os produtos. No entanto, verificámos que é o contrário: o CONTINENTE engana os clientes.

Um jogo de copos de cristal, marcado cerca de 7 Euros no expositório. Quando chega à caixa, regista 14 e alguns cêntimos. Verificando, dirigindo-se para o local onde estava esposto, o talão foi mudado: 14 Euros e alguns cêntimos. No local onde estava o preço cerca dos 7 Euros, há já um espaço vazio e uma funcionária com as mãos atrás das costas com um ar comprometida.

Passando as prateleiras de exposição, encontrámos 13 exemplos de produtos posicionados de forma enganosa, não sendo estes casos de um volume colocado no lugar errado por um cliente, mas dezenas de volumes em cima ou em baixo de um talão de preço dum produto parecido mas não igual (sempre muito mais caro).

A cereja no bolo foi a exposição dos vinhos de Porto, marcados a 5.98 Euros, com um pôster grande acima da exposição. Na caixa marcaram mais do que 8 Euros. Insistiram que o preço estava certo.

Chamou-se uma supervisora, que confirmou que o preço não era 5.98, mas o preço superior. Pagou-se a conta e foi chamado um responsável.

Este imediatamente deu razão à nossa parte, dizendo que a exposição estava mal, mas nem ofereceu nem se referiu a um reembolso.

Práticas destas nos ensinam. Nunca mais o CONTINENTE vai gozar comigo, nem a selar a minha pasta com fita, nem a enganar-me nos preços. Hoje ganharam sensivelmente dois Euros mas este ano e nos anos seguintes, vão perder centenas de milhares de Euros de compras à concorrência.

Mariya KRILOVA PRAVDA.Ru PORTUGAL

 
1757
Loading. Please wait...

Fotos popular