Pravda.ru

Notícias » unknown


Carta dum Comunista

04.07.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Caros Senhores, Eu sou Comunista com muito orgulho e gosto de iniciativas diferentes e com energia e vigor. Interessa-me bastante vosso jornal, pois entendo onde querem chegar. Alem de notícias diárias sobre a Federação Russa querem ser uma ponte cultural entre dois mundos e ainda providenciar uma leitura facil para os que falam português lerem algo sobre os outros países de expressão portuguesa.

Eu estou interessado em colaborar mas como posso? TODO seu espaço político está ocupado pelo Bloco de Esquerda e o Partido dos Trabalhadores.

Ou deve ser um jornal objectivo ou então não pode querer a colaboração de parceiros se opta por um partido ou outro.

Mesmo assim continuarei a ler Pravda.Ru pois para mim é bem mais interessante que os jornais de papel. Um abraço e boa sorte.

Carlos C. Lisboa Portugal

Bom dia Carlos, Muito obrigado pela sua carta e pelos votos de boa sorte.

Carlos, interessa-me bastante a sua opinião. No entanto, nós não somos feudo de ninguém.

Primeiro, deixa-me dizer que somos uma ponte cultural entre os mundos russo e português e uma ponte entre as pessoas que falam o português.

Os leitores têm 30 artigos sobre todos os países de expressão portuguesa para terem uma ideia sobre o que se passa neles e 30 artigos sobre a Federação Russa.

Segundo, a sua análise sobre a Pravda.Ru não está correcto, se me permite dizê-lo. Nós não somos feudo nem do BE nem do PT. Antes de iniciar a Pravda.Ru, passei um ano a contactar todos os partidos políticos em Portugal e no Brasil (não nos outros países porque estes não são páginas politizadas).

Quem respondeu com vigor e entusiasmo foram o Bloco de Esquerda em Portugal, o CPGB (Communist Party of Great Britain) na Inglaterra (não o British Communist Party) e o Partido dos Trabalhadores no Brasil.

Agora, se eles estão interessados em providenciar material interessante e original e deixar-me publicá-lo, seria eu louco se não o aceitasse. Qual é o mal de exporem aos leitores os seus planos e programas? O BE até envia os projectos de lei para as pessoas verem. Quantos outros partidos políticos em Portugal mostram seus planos à população? Não é um exemplo de democracia?? Acho que sim.

Agora eu nem sequer recebi uma resposta de cortesia dos outros partidos (o que não me surpreende muito) mas no que diz respeito ao seu partido, tentei muitas vezes. Enviei cartas, telefonei, arranjei reuniões, enviei faxes... sem resposta, sem qualquer interesse. Silêncio. Para mim, e no meu entender, isso é um insulto.

Não há ninguém que escreve a Pravda.Ru que não obtenha uma resposta. Ninguém.

Por isso, como posso colocar as ideias dos outros protagonistas políticos se não mas enviem?

O que eu quero e acho interessante é uma troca de ideias no meio das notícias, porque não vamos nós competirmos com os jornais de notícias diárias em Portugal e no Brasil.

Vamos é providenciar notícias sobre a Federação Russa, os países de expressão portuguesa e deixar os que querem comentar os eventos nos seus países, um processo que será mais tarde alargada aos países de expressão portuguesa na África, se quiserem, expressarem-se.

Não tenhamos medo das opiniões. Não somos o governo liderado por Bush. Vamos respeitar as posições uns dos outros, vamos discutí-las e reflectir sobre elas.

Mas para isso têm de as apresentar. Se quiserem, estão todos bem vindos. Senão, a gente aqui passa bem na mesma e enquanto o número de leitores cresce por 20,000 por mês, como tem estado a crescer, quem ganha são os presentes e quem não come o bolo são aqueles que teimam em ficar de fora.

A festa está cá dentro...entrem, pois.

Um abraço muito respeituoso Carlos, Timothy Bancroft-Hinchey

 
3908
Loading. Please wait...

Fotos popular