Pravda.ru

Notícias » Cultura


A VERDADE

16.08.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Amigos, os conselhos são dados pelos que amam. Às vezes errados, mas nunca sem amor.

Resolvi dar alguns conselhos para vocês, e com a experiência de vida que tenho creio que, vocês vão entender e acatar os mesmos. No decorrer de minha existência, nunca acreditei na artificialidade: moral, material ou espiritual.

Exemplo: demonstro aos meus amigos, ser moralista de dia, e me porto como um crápula à noite! Meu corpo está cheio de tatuagem! Meu corpo está cheio de “piercing”! Tenho muitas roupas e sapatos! Vou sempre ao cabeleireiro!

Espiritualmente, freqüento sempre a Igreja, apesar de ter alergia aos pobres!

Tudo isso, infelizmente acontece com a maioria absoluta de vocês! Não existe a vontade de ser, simplesmente o que uma pessoa é! O caminho para o AMOR (não sexo), passa obrigatoriamente pela franqueza, honestidade, bondade e humanismo.

Infelizmente os jovens não foram ensinados a compreenderem a simplicidade da vida e a complicação criada pelo homem para explica-lo!

A existência do humano e do desumano, facilita-nos a compreensão simples da vida, apesar dos desumanos não compreenderem o por que? Sim amigos! Vocês chegaram a compreensão que TODOS chegam, apesar de que muitos dizem não compreender!

Creio que lhes dei uns conselhos. Siga-os e não se arrependerão!

Armando COSTA ROCHA

A PROCURA DO AMOR, capítulo VII

A BANALIZAÇAO DA PALAVRA AMOR

Podemos observar TODOS os dias, especialmente nas novelas, essa palavra ser repetida tantas e tantas vezes a ponto de ocupar mais de 30% do tempo das mesmas.

Se prestarmos atenção no abuso do uso da palavra, e o desdobramento do uso indevido da mesma, chegaremos a conclusão de que essa palavra não tem NENHUM valor!

Uma garota X fala para o rapaz Y que o AMA e poucos dias depois, no encontro com outro rapaz U, declara ao mesmo que... o AMA; demonstrando com isso a TOTAL desvalorização de um sentimento, com o uso indevido da palavra AMOR.

Peço aos meus leitores que procurem analisar com profundidade o que se passa em qualquer novela ou filme romântico! Pelo menos é essa a designação dada a filmes que em muitos casos se aproximam mais de pornôs do que realmente dos filmes sentimentais.

Vemos declarações de AMOR, que realmente não têm nenhum contacto com o real significado dessa palavra! Te quiero, estava certo! Te desejo também! Você me atrai, etc...

Vou mais uma vez declarar a minha TOTAL repulsa ao uso indevido da palavra AMOR, que cria para muitos uma total confusão e decepção, pois, como eu, acreditam no sublime de sua significação.

AMOR, o mais sublime sentimento do homem! Uma necessidade imperiosa de senti-lo, a fim de poder viver com esperança no futuro, e concluir que a matéria NUNCA nos poderá levar ao AMOR!

Nunca, se tratando de AMOR, poderei deixar de sublinhar o carinho de uma criança de colo, o riso da mesma; o contacto com pequeníssimos pássaros (creio que por seu pequeno tamanho e sua impotência, nos leva a maior sentimento) esquilos, a natureza que nos coloca sempre em contacto com DEUS.

Por isso me aflige realmente, quando o nome amor é usado TODAS as vezes que o homem ou mulher sente o desejo carnal.

Li no Dicionário Michaelis o significado da palavra AMOR; e lá está ela descrita como: afeição, amizade, ligação espiritual, carinho, simpatia, desejo sexual, coisa ou pessoa bonita, namoro, etc...só faltou a declaração de que o AMOR também é um tempero para a feijoada.

Creio que, pelo menos deveríamos reduzir o significado para duas das significações apresentadas no dicionário: ligação espiritual, para mim, o verdadeiro significado do AMOR ou desejo sexual, para nos diferenciar dos animais considerados, pela maioria absoluta dos humanos como irracionais!

Infelizmente nas novelas e filmes ditos românticos só presenciamos a segunda significação, o que vem banalizar e muito a palavra AMOR.

Armando COSTA ROCHA

BRASIL 1964

Motivo e inspiração: a situação no Brasil depois de 1964 era triste! Conheci um idealista, se chamava (pois foi assassinado pelos militares) Joaquim Pires Cerveira, que vivia tentando melhorar o nosso Brasil! Quando o informei que iria para Europa, não só para conhecer novas idéias e civilizações, mas porque estava decepcionado com a inércia do nosso povo e sua burrice, ele me respondeu, ”sim Armando, você esta certo! O nosso povo é burro e nada faz para melhorar sua vida mas, quem pode fazer alguma coisa por ele, vai passear na Europa !“. Essas palavras me chocaram, apesar de que na integra, não representassem a realidade. Sempre que volto ao Brasil, dou o meu melhor para o nosso povo, não só em diversas tentativas de ajuda-lo politicamente e economicamente, mas acima de tudo espiritualmente!

Pensando no meu amigo Joaquim Pires Cerveira, escrevi o que segue :

É nosso povo sofrendo, é nosso povo escravizado! Nossa vida é de lutas, sofrimento e gloria! Não sabem os vencedores, que não é ai que se encontra os louros! Os que se dizem vencedores, cheios de gloria!

Eles não sabem que a vitória não é essa Pois quem vence, não é quem toma O vencedor é o quem tomba no campo de batalha Por um ideal, pela verdadeira gloria!

De lutar, não só para vencer, mas para morrer! De lutar uns poucos bravos, com a corja imunda De soldados bravos, e escravos do poder... Que os manda a morte triste, desonrada!

Armando COSTA ROCHA REMINISCÊNCIA

Vamos fazer vocês voltarem ao passado, e por mais incrível que pareça, ele se parece muito com o presente!

Com o meu espírito agitado, presenciando a morte de criancinhas inocentes, escrevi esse artigo, recusado por TODOS os jornais, em 7-9-85, com o argumento, de que seriam fechados caso publicassem o meu artigo. O titulo de meu artigo já diz um pouco: As revoluções militares no Brasil!

Por que até hoje só tivemos revoluções por razoes tão desprovidas de amor ao próximo?

Por que as revoluções sempre nos deixaram numa pior? Por que o povo NUNCA foi beneficiado por uma revolução? As revoluções foram feitas até hoje, em defesa de certos grupos ou a mando de outros, sempre em defesa dos próprios!

O exercito brasileiro NUNCA saiu as ruas em defesa do POVO BRASILEIRO! Não estará chegando a hora do nosso exercito parar de cumprir ordens dos grandes e poderosos e sair às ruas para dar um BASTA às mortes de fome de crianças, só comparadas às da Etiópia, as favelas, aos corruptos, ladrões nacionais ou internacionais, aos exploradores dos menos afortunados, enfim, da classe que explora o povo?

O povo espera que o exército brasileiro saia às ruas, pelo menos uma vez, em sua defesa; caso contrario: ELE SAIRÁ!

Armando COSTA ROCHA

UM CAPIXABA PELO MUNDO, parte 8

Para a estação de trem, Sta.Apolônia cheguei com uma hora de antecedência. Isso acontecerá durante toda a minha viagem pela Europa, pois sempre me prevenia de algum problema no transito, e para aproveitar também o tempo de espera a fim de por em dia a correspondência para a minha família.O interessante foi, que só eu escrevia para eles, ninguém podia escrever para mim dado o meu total desconhecimento de lugar onde estaria e quando.

No trem aconteceram três coisas importantes para mim:

1 – Musica brasileira pelo alto falante.

2 – O almoço foi oferecido nesse dia de graça para comemorar o aniversario da companhia de trem em qual eu viajava.

3 – Encontrei a garota espanhola mais bela que eu tinha visto em minha vida! Mas por mais entradas que ela me oferecesse, não foram correspondidas. Não porque eu não quisesse, mas porque apesar de já ter tomado quatro gramas de vitamina C e mais de 200.000 unidades de vitamina A, a gripe estava me derrubando, e minha cabeça estava pesada como chumbo. Não tinha nenhuma condição de tentar retribuir o seu interesse em entrar em contato comigo.

Na passagem por terras portuguesas via tantas e tantas favelas e pensava: “Como pode? Um povo com um pensamento tão grandioso, chegar ao ponto em que se encontrava agora!”

Antes de chegar a Madrid vi, de longe, uma montanha com o pico coberto de neve e escrevi nesse momento uma carta para minha família contando esse espetáculo nunca visto antes por mim, comentando que parecia que tinham despejado leite condensado no cume.

Chegamos a estação de Madrid e com um rápido adeus, saiu de minha vida um sonho muito bonito, que para não atrapalhar o outro sonho, morreu.

Peguei um táxi e pedi como em Lisboa, para que o chofer me levasse a um hotel barato. Ele me levou a um albergue, que ficava vizinho ao Museu do Prado, onde se encontra uma das maiores coleções de pinturas do mundo.

Cheguei no albergue, comi alguma coisa e tomei as vitaminas, que achava necessário.Fui logo dormir.

No dia seguinte fui tomar um pouco de sol na praça que fica em frente ao museu. Comprei também um jornal que comentava a situação da Espanha, relativa a questão de Gibraltar. O comentário dizia o seguinte: “Um drama para a Espanha, mas uma comedia para os ingleses!”

Não queria gastar muita energia conhecendo a cidade no primeiro e nem no segundo dia. Creio que em horas como essas você deve se desligar e esperar a recuperação. Resolvi comer, tomar vitaminas e descansar, até me considerar em situação de viajar. Estava nervoso por estar parado e o mundo lá fora me esperando.Já me sentia milionário, pois tinha tomado um milhão de unidades de vitamina A, mas também graças a isso muito melhor de saúde.

Para ver como estava em minha recuperação fui visitar o Museu do Prado. Pintura não é o meu forte, mas de qualquer maneira o museu impressionou-me muito.

Como estava me sentindo melhor, andei uns quilômetros a pé e muitos de Metrô, e tive uma pequeníssima idéia de como é a cidade. Como vocês podem imaginar, eu não estava visitando Madrid pela última vez, pois se fosse o caso, ficaria lá no mínimo uns 10 dias. Nos meus planos, estava o conhecimento muito superficial das cidades que fosse passando e no futuro próximo de carro e trailer, conheceria as mesmas, mais intimamente. Para mim, o maior problema seria encontrar camping onde conseguiria lugar no verão.Toda a minha atenção estava no fato de que no meu país, infelizmente, camping era uma coisa rara.

Armando COSTA ROCHA PRAVDA.Ru BRASIL

 
10965
Loading. Please wait...

Fotos popular