Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Candidatos se queixam à Polícia Federal de ofensas pessoais no Orkut

21.09.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Os comitês jurídicos dos candidatos Geraldo Alckmin (PSDB) e de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediram à  Polícia Federal (PF) que sejam retirados do ar 32 blogs (páginas pessoais) e dezenas de comunidades do Orkut (site de relacionamentos) que publicam ofensas pessoais a ambos.

 Segundo o delegado Adauto Martins, chefe da Unidade de Repreensão à Crimes Cibernéticos, não será fácil chegar aos autores das páginas, principalmente se elas estiverem hospedadas no Orkut. Para se ter uma idéia, a Polícia Federal tem dificuldade de localizar até pedófilos que publicam fotos de adultos fazendo sexo com crianças no site.

E mais: a Google, empresa norte-americana que administra o Orkut, não colabora com as investigações brasileiras. “Chegar até os autores dessas páginas é encontrar agulha no palheiro”, ressalta Martins.

A Polícia também está à caça de internautas que enviam e-mails coletivos para até 800 mil pessoas ofendendo a honra dos candidatos. Nessas mensagens, eles chamam os políticos de ladrão, corruptos e outras ofensas impublicáveis. “Nesse caso é mais fácil chegar aos autores. Principalmente se eles usarem provedores nacionais.

 Mas, mesmo assim, os crimes acabam indo parar na Justiça comum, mesmo que seja contra políticos”, explica o perito criminal da PF Paulo Quintiliano, chefe da Perícia em Informática da PF.

No Orkut, site que congrega mais de 12 milhões de brasileiros, Lula é o candidato mais ofendido.

 A comunidade “Fora Lula 2006” tem 170,5 mil membros e defende que o petista não deve permanecer no governo. “O governo Lula é um fracasso total. Se você não agüenta mais o PT e esse presidente no poder, você é um dos nossos!”, diz a comunidade logo na abertura.

 Nos fóruns de discussões, os internautas criam histórias e situações ofensivas sobre o fato de Lula ter quatro dedos na mão esquerda. Um dos internautas sugere que a modelo Daniela Cicarelli, que tem seis dedos num dos pés, dê de presente um dedo ao presidente.

 
Nas demais páginas que criticam Lula, há fóruns de discussão dizendo que Lula é mais cego do que o personagem Jatobá, que o ator Marcos Frota interpretou na novela América, da Rede Globo. Isso porque, segundo os internautas, ele não teria enxergado seus aliados “roubando” no governo. A foto-montagem que ilustra a comunidade apresenta Lula com óculos escuros, típico de pessoas com deficiência visual.

 
O segundo presidenciável mais atacado na internet é Geraldo Alckmin. Mais de 20 comunidades criticam seu governo em São Paulo e fazem ataques pessoais. A maior delas chama-se “Alckmin nem morto!” e tem 12,5 mil membros. Nos fóruns de discussão sobre o candidato, os internautas sustentam que não votam no tucano porque ele é sócio da Daslu, “matador de meninos na Febem” e membro da Opus Dei. Alckmin também é apelidado de “picolé de chuchu” nas comunidades.


A candidata do PSol, senadora Heloísa Helena, é a menos agredida. Numa das poucas páginas que trazem ofensas pessoais à ela mostra uma foto-montagem comparando-a com a Chiquinha, do seriado mexicano Chaves. Na página, a candidata está com as pintas pretas no rosto, típicas da personagem, e com óculos de aro preto. Numa outra comunidade Heloísa Helena é chamada de “louca” e “desequilibrada”. O comitê da candidata não deu queixa na Polícia Federal.


Correio Braziliense

 
3462
Loading. Please wait...

Fotos popular