Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Campanha Internacional de Libertação dos Presos Políticos Saharauis

10.01.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Campanha Internacional de Libertação dos Presos Políticos Saharauis. 21418.jpeg

Campanha Internacional de Libertação dos Presos Políticos Saharauis

 

A 1 de Janeiro, a ONG britânica Adala iniciou uma campanha de envio de e-mails, exigindo a libertação de todos os presos políticos saharauis, em vários idiomas

 

http://adalauk.org/urgent/

 

A carta é dirigida ao Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon-ki Moon, com cópia para os membros do Conselho de Segurança. Adala, apela a todas as associações nacionais e internacionais e todos aqueles que estejam  solidários com o povo saharaui que se juntam a esta campanha e enviem a carta para os e-mails especificados. A campanha decorre até Abril deste Ano, mês em que se realizará a reunião do Conselho de Segurança debatendo a questão do Sahara Ocidental.

 

Os presos políticos saharauis estão ilegalmente detidos, com processos judiciais que não cumprem os requisitos mínimos de legalidade, extraterritoriais e cujas sentenças e condenações se apoiam somente em confissões falsas obtidas sob tortura. As provas de inocência nunca são admitidas pelos juízes. Os presos políticos saharauis são activistas de direitos humanos, estudantes e jornalistas que exigem a realização do referendo pela autodeterminação adiado desde 1991. Os presos políticos saharauis, assim como a restante população dos territórios ocupados do Sahara Ocidental, têm vindo a desenvolver uma intifada pacífica, de resistência pacífica, manifestações, sittings e actividades de denuncia das graves violações cometidas pelo ocupante ilegal, o Reino de Marrocos.

 

Adala tem desenvolvido diversas campanhas e ações urgentes para apoiar os presos políticos e também apresentou um relatório sobre a situação dos prisioneiros o ano passado, em que denuncia como os presos políticos saharauis  nas prisões marroquinas enfrentam a morte lenta a cada dia, devido à deliberada e programada negligência médica por prisão administrações. Em Setembro do ano passado Hassna El Wali, preso político saharaui, detido na prisão de Dahkça faleceu devido a negligência médica e o seu corpo enterrado sem conhecimento da familia. Os presos são expostos a um agravamento da saúde devido às más condições de detenção nas prisões marroquinas.

 

A maioria dos detidos em prisões marroquinas são mantidos em celas estreitas das prisões que não cumprem as normas mínimas de higiene, que são vítimas de abusos, espancamentos, tortura e estrese psicológico, o que afeta negativamente a sua saúde. Estas celas são muito superlotadas e estreitas, sem as condições mínimas de vida e saúde. Também não possuem nem ventilação adequada ou nem instalações sanitárias. A comida é  escassa e sem os nutrientes essenciais, a grave escassez de materiais de limpeza contribui ainda mais para uma sujidade indiscritível que cria uma ambiente fértil para a propagação de  doenças e vírus.

 

 Londres, 8 de Janeiro de 2015

 

 

 

 

AdalaUK, Justice & Human Rights for Western Sahara

www.adalauk.org  adalauk@hotmail.com   TLF:00447442 654030

Follow us on Facebook and Twitter © 2014

 

 
4502
Loading. Please wait...

Fotos popular