Pravda.ru

Notícias » Ciência


Bioeventos 2010

19.05.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Esta iniciativa insere-se no programa de comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade, Bioeventos 2010, promovido pelo Museu Nacional de História Natural e pelo Centro de Biologia Ambiental (CBA) da Universidade de Lisboa. Pretende-se com esta iniciativa dar a conhecer um ecossistema único e de interesse prioritário a nível comunitário - o Montado, fruto da interacção entre o Homem e a Natureza, aos principais grupos de decisão político-económica associados ao ambiente. Durante o percurso, a ser acompanhado por investigadores do CBA, serão focados aspectos da flora e fauna da região, da gestão tradicional do montado e das principais ameaças à sua sustentabilidade, além de serem exemplificadas algumas metodologias de campo utilizadas pelos investigadores e em que os participantes terão parte activa.

TRILHO DE INTERPRETAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

Estação de Campo do Centro de Biologia Ambiental

A Herdade da Ribeira Abaixo (HRA - Concelho de Grândola, Alentejo), é uma propriedade de 221 ha que pertence ao Ministério da Agricultura e representa a Estação de Campo do Centro de Biologia Ambiental.

A partida para a visita à Herdade da Ribeira Abaixo terá lugar na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, ao Campo Grande, às 9.00 horas com regresso previsto ao início da tarde. Também é possível dirigir-se à Herdade pelos seus próprios meios, seguindo as seguintes indicações http://cba.fc.ul.pt/services/fieldstation.php . A visita começa com um trilho matinal para conhecer os elementos paisagísticos que caracterizam a paisagem do montado. Durante o percurso, a ser acompanhado por investigadores do CBA, serão focados aspectos da flora e fauna da região, da gestão tradicional do montado e das principais ameaças à sua sustentabilidade, além de serem exemplificadas algumas metodologias de campo utilizadas pelos investigadores e em que os participantes terão parte activa. De regresso às instalações, e após um buffet com produtos tradicionais alentejanos, os participantes poderão visitar as instalações de campo e debater temas relativos à reconciliação entre as actividades económicas do montado e a preservação de elevados níveis de biodiversidade.

O montado é um sistema agro-silvo-pastoral que tem em Portugal a sua expressão máxima (33% da distribuição mundial) e é considerado de interesse prioritário à escala europeia (Anexo I da Directiva Habitats da EU). Ainda que dominado por carvalhos de folha perene, resulta numa paisagem em mosaico modelada ao longo dos séculos por práticas de gestão tradicional resultando na chamada paisagem cultural. Num mesmo espaço, esta floresta multi-funcional possibilita a extracção de produtos florestais (cortiça, carvão, madeira, bolota), a pecuária (suínos, ovinos, caprinos, bovinos) e o cultivo ocasional de cereais (aveia, cevada, trigo), além da colheita de cogumelos e plantas aromáticas, a caça e a apicultura. Acrescem outros elementos paisagísticos de elevado valor natural que se interpenetram na paisagem de montado (e.g. ribeiras mediterrânicas de carácter intermitente) e que contribuem de forma significativa para a elevada biodiversidade e carácter único deste ecossistema.

A relevância ecológica e socio-económica do ecossistema ‘montado’, às escalas nacional e internacional (Portugal é o primeiro produtor mundial de cortiça), e o tipo e grau de ameaças a que está actualmente sujeito, foram o motor de uma candidatura da HRA a sítio LTER (Long-Term Ecological Research). As redes LTER consistem num conjunto de locais onde se desenvolve investigação multi- e interdisciplinar, de longo prazo, tendo como principais objectivos recolher e armazenar dados relevantes em ecologia, promover contactos e fomentar parcerias/sinergias entre instituições e investigadores, e incentivar a permuta de dados e do conhecimento.

Contacto: Margarida Santos-Reis ( mmreis@fc.ul.pt ),

Webpage: bioeventos2010

 
4122
Loading. Please wait...

Fotos popular