Pravda.ru

Notícias » Ciência


Crônica: Todos Têm Direito a Matar Três Pessoas

07.09.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Crônica: Todos Têm Direito a Matar Três Pessoas. 25043.jpeg

Crônica: Todos Têm Direito a Matar Três Pessoas
 
Corruptos e ladrões em Brasília? Municípios
Estados e Regiões, de máfias e quadrilhas impunes,
estão todos muito bem representados, como instituições,
sociedades & famílias,  no Congresso - Só Sampa,
Samparaguai, o Estado Máfia, Rouba (glosa)
90 bilhões por ano do Imposto de Renda. Não
somos uma sociedade de santos, queremos políticos
santos? - Silas e suas 'siladas'
 
-No Brasil S/A, país de tantos privilégios e impunidades palaciais por atacado, todos têm direito a matar três pessoas. Já pensou? Pois é: Você mata (sem querer, vá lá), foge de flagrante, arruma um advogado médio, se apresenta, e passa a responder em liberdade, numa boa, depois, ainda pode aventar, alguma eventual (e circunstancial) legítima defesa da honra na marra, e vai por aí o bolero and blues, no labiríntico caminho da injusta e amoral justiça brasileira. Já pensou? Pensar pode. Você já viu a OAB ou juiz ou mesmo desembargador (justiça com salário de marajás), fazendo greve para melhorar a nossa incompetente e labiríntica (para não dizer amoral) justiça? E o Juiz Lalau com condenação transitado em julgado e roubança clara e cristalina solto em casa, numa boa. Podes crer. No Brasil, justiça mesmo só pra cinco Pês: pobre, preto, prostituta, professor e petista. O antro tucano-liberal do DEMO é preservado até pela mídia a partir dos ganhos ilegais das privatizações-roubos (privatarias) bancados pelo FHC, o pai da fome (milhões de desempregados), Zé Serra (ainda impune) e o incompetente Daslu Pinóquio de Chuchu que ficou impune apesar das mais de setenta CPIS paradas na Assembleia Legislativa de Sampa, num apagão ético, e ninguém 'cansou', teve "meda", nem a mídia abutre que protege a caterva... e outros antros de desvios de dólares... da pior sociedade hipócrita da Terra Brasilis, a sociedade de São Paulo, o estado máfia da alta grana (desviada desde o Rodo-Anel, Roubo... Anel) que ergue e destrói coisas belas, o estado mais rico do Brasil, o estado mais corrupto do Brasil. Bem, voltemos à vaca fria...


-Daí, você mata o segundo... sem querer, vá lá que possa ser um Coxinha Hipoglós, coxinha daslu, papo de bar, passeata montada por reacionários com grife (e fantasias de Patetas compradas na Disneylândia), você subiu a serra, se perdeu, sabe como é, esquizofrenia é o que não falta em Sampa - tem mais igreja e farmácia do que biblioteca e livraria - que está pior que o Rio mas camuflam bem, e, pá, mata o sujeito. Mesmo jogo de cena: foge de flagrante, se apresenta uns dias depois, com um advogado até meia boca que seja, se tiver curso superior ou for servidor público ajuda em muito, e, quando se vê, nem o primeiro processo correu ainda, e você continua primário, e segue a vida que a vida é bela. Já pensou? Temos ex-presidentes ladrões, ex-governadores ladrões, ex-prefeitos ladrões, juízes vendendo sentença, desembargadores marajás corruptos aposentados compulsoriamente, delegados ricos de um dia para outro, e vão prender logo você? Tá se achando, é? Pois é... Se fosse o Lula, ah... teriam feito movimentos, oposições de corruptos e ladrões, mas você tem curso superior, é branco, tem domicilio próprio, em dia com o Serasa, o SPC, o lions clube, o rotary grife, a liga das senhoras católicas, o carnê do dizimo na máfia manonegra da santa igreja, amigos corruptos impunes com casa em guarujá,  é  da região sudeste, tem amante loura, joga no bicho, dá uns tapas, cheira bem, por que é que iriam prender logo você? Tá dominado? Surtou é?


-Bem, daí, você um dia mano, exagera na dose e no ego, valentão, birrento, a pamonha azeda, dólar em baixa, decrépito, tomando Viagra pra fazer xixi, tem uma ONG de amigos do alheio faturando dinheiro público - o cínico estado mínimo neoliberal de Samparaguai, por trás, na moita, então você mata o terceiro, bem aí, você tem que se preocupar. Vai gastar uma grana. Pode pegar o cheque especial Bradesco que vai precisar. Mata um borra-botas aí, vão te encher o saco, mas você tem curso superior, se for de direito melhor ainda, tudo de novo (se tiver imunidade parlamentar então vc é joiado de impune por atacado), com bom advogado se apresenta fora de flagrante, dificilmente vai ficar preso, terá certamente um bom carro chique pra dar pro doutor bacharel delegado corrupto de plantão (funciona assim: a tal justiça lerda que tarda e falha começa na cadeia), vai poder muito bem comprar testemunhas, policiais até, se alguém da família da vitima chiar você paga a prestação do barraco e ainda dá uma grana por fora, paga as dívidas do de-cujus, faz acerto numa boa numa bela delegacia de bairro rico e com pomposa autoridade rica de um dia pro outro, quando se vê, você tá soltinho da silva, o morto tropeçou num tapete e a bala disparou, acidente, sem querer, as testemunhas todas dão um belo depoimento a seu favor, você muito bem um dia que, eventualmente derem alguma possível qualquer sentença já passou dos setenta, a impunidade come solta, porque não prenderam o Juiz Lalau, o Maluf, o Geraldo Alckmin, o Bruno Covas, o Quércia, o Fleury, o FHC, o Serra, o Aécio, o Temmer (desde o crime das docas de Santos) , o Renan (foi Ministro da Justiça de FHC), Sarney, e vão prender você? Para não dizer ainda do superfaturamento das obras do Pan-Rio, aí entra Garotinho e César Maia... e quando o MP funciona - em SP o MP é chapa branca, omisso, quando não conivente, - como no RS pegam a Yeda Cruz, nas nem na Bahia o MP pegou ACM et família.... Ufh! Que dose dupla...


Pois é: cuidado se cometer o quarto crime. 
Daí você exagerou na dose, claro. Mas, no Brasil, todos têm o direito de matar três pessoas: desafetos, parentes tranqueiras, inimigos ocultos, concorrentes, ladrõezinhos mixurucas, desafetos, gentinha de folha corrida, essas coisas. 
Pense bem. Já tem alguém na lista? Eu por mim ia pensando. Todos têm direito a matar três pessoas no Brasil. Já pensou?
-0-

SILAS CORRÊA LEITE 
Silas Corrêa Leite, Educador, Jornalista Comunitário e conselheiro diplomado em Direitos Humanos, ciber poeta e livre pensador humanista, começou a escrever aos 16 anos no jornal "O Guarani" de Itararé-SP. Fez Direito e Geografia, é Especialista em Educação (Mackenzie), com extensão universitária em Literatura na Comunicação (ECA), entres outros cursos. Autor entre outros de "Porta-Lapsos", Poemas, Editora All-Print (SP); "Campo de Trigo Com Corvos", Contos premiados, Editora Design (SC), obra finalista do prêmio Telecom, Portugal 2007;  "O Homem Que Virou Cerveja", Crônicas Hilárias de um Poeta Boêmio, livro ganhador do Prêmio Valdeck Almeida de Jesus, Salvador Bahia, 2009, Primus Editorial, SP; GOTO, A Lenda do reino do Barqueiro Noturno do Rio Itararé, Editora Clube de Autores, Romance, 2014, O Menino Que Queria Ser Super-herói, Romance Infantojuvenil, Amazon, entre outros. Seu e-book de sucesso "O Rinoceronte de Clarice", onze ficções, cada uma com três finais, um feliz, um de tragédia e um terceiro final politicamente incorreto, por ser pioneiro, foi destaque na mídia como O Estadão, Jornal da Tarde, Folha de SP, Diário Popular, Revista Época, Revista Ao Mestre Com Carinho, Revista Kalunga, Revista da Web, Minha Revista (RJ). e também na rede televisiva, Programa "Metrópolis"/TV Cultura; Rede Band/Programa "Momento Cultural"; Rede 21-Programa "Na Berlinda", Programa "Provocações", TV Cultura/Antonio Abujamra. Por ser única no gênero e o primeiro livro interativo da Rede Mundial de Computadores, foi recomendada como leitura obrigatória na matéria "Linguagem Virtual" no Mestrado de "Ciência da Linguagem" da Universidade do Sul de SC. Foi tese de Doutorado na Universidade Federal de Alagoas ("Hipertextualidade, O Livro Depois do Livro"). Texto acadêmico no link: http://bdtd.ufal.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=197. Premiado nos Concursos Paulo Leminski de Contos, Ignácio Loyola Brandão de Contos; Lygia Fagundes Telles Para Professor Escritor, Prêmio Biblioteca Mário de Andrade (Poesia Sobre SP/Gestão Marilena Chauí)), Prêmio Literal (Fundação Petrobrás/Curadoria Heloisa Buarque de Hollanda), Prêmio Instituto Piaget (Lisboa, Portugal/Cancioneiro Infanto-Juvenil; Prêmio Elos Clube/Comunidade Lusíada Internacional; Vencedor do Primeiro Salão Nacional de Causos de Pescadores (USP/Parceiros do Tietê), Prêmio Simetria Ficções e Fantástico, Portugal (Microconto).

Consta em quase 800 sites como Estadão, Noblat, Correio do Brasil, Usina de Letras, Daniel Pizza, Wikipedia, Observatório de Imprensa, Releituras, Cronópios, Aprendiz, Pedagogo Brasil,  Jornal de Poesia, Convívio, Itália, Storm Magazine (Portugal), Politica Y Actualidad (Argentina), Poetas del Mundo (Chile), Pravda (Rússia) e outros, inclusive na África. Publicado em mais de 100 antologias, até no exterior, como Antologia Multilingue de Letteratura Contemporânea, Trento, Itália; Cristhmas Anthology, Ohio, EUA e na Revista Poesia Sempre/Fundação Biblioteca Nacional (Ano 2000). 

E-mail: poesilas@terra.com.br- - Texto da Série Sampa da Força Que Ergue e Destrói Coisas Belas
WWW.www.artistasdeitarare.blogspot.com/

 

 
11032
Loading. Please wait...

Fotos popular