Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Shevardnadze chega ao fim

23.11.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Eduard Shevardnadze apresentou sua demissão esta tarde após uma revolta popular provocado pela suspeição de que os resultados das eleições parlamentares em 2 de Novembro tinham sido falsificados. Pouco antes da demissão, as tropas do Ministério do interior tomaram o lado da oposição a Shevardnadze. O comandante Georgi Shervashidze declarou que as tropas não podiam atirar contra o povo.

Em Tblissi, o ambiente é de festa, com fogos de artifício, bebedeiras e jubilância. Shevardnadze chegou ao fim da sua presidência de onze anos, em que não conseguiu nada daquilo que prometeu.

Apresentou sua demissão após um ultimato declarado por Mikhail Saakashvili, em que disse que se o presidente não se demitisse dentro de meia-hora, haveria uma marcha popular até sua residência para esforçá-lo a se demitir. Com as forças de segurança já do lado da oposição, Shevardnadze, o velho raposa, nada tinha de trunfos para jogar.

Reconhecendo que continuar a lutar provocaria “um banho de sangue”, Shevardnadze admitiu que o melhor seria a demissão.

Ninó Burdzhanadze, presidente do parlamento e membro da oposição, que se iria demitir se Shevardnadze tivesse ficado no poder, fica a presidente interino até a realização de novas eleições dentro de 45 dias. O líder da oposição, Mikhail Saakashvili, garantiu a segurança do presidente e sua família, declarando que Shevardnadze mostrou coragem e evitou um banho de sangue.

Quem é Mikhail Saakashvili?

Advogado de 35 anos, orientado para o ocidente, tendo estudado nos EUA e França. Antigo Presidente da Câmara de Tblissi, foi nomeado ministro de justiça de Shevardnadze em 2000 mas demitiu-se em 2001 devido a divergências com o presidente e formou o Movimento Nacional Unido, a oposição.

Quem foi Eduard Shevardnadze?

Mikhail Gorbachev declarou ao Interfax, ao saber da demissão de Shevardnadze, “Ele não é covarde de modo algum e de certeza apercebeu-se que por apresentar a sua demissão, iria impedir um banho de sangue e a divisão da Geórgia. Neste ponto, acredito que tomou a escolha certa”.

Nasceu em 25 de Janeiro de 1928, em Mamati, Geórgia, estudando na Escola da Comissão Central do Partido Comunista, formando-se na história e ciências políticas no Instituto Pedagógico de Kutaisi.

Afilou-se no Partido Comunista da União Soviética em 1948, chegando a ser o primeiro secretário dos Konsomol na Geórgia entre 1957 e 1961.

Entre 1961 e 1972, ocupou uma série de lugares de crescente importância na Geórgia, chegando a ser Ministro de assuntos Internos da República Soviética da Geórgia em 1968, posto que manteve até 1972.

Foi eleito membro da Comissão Central do Partido comunista da Geórgia em 1972, e em 1976, ficou membro da Comissão Central do Partido Comunista da União Soviética. Entre 1985 e 1990, foi membro pleno do Politburo da URSS e Ministro das relações exteriores da URSS, postos que deixou por vontade próprio em 1990, antes de voltar a ser MRE da URSS em 1991.

Em 1992, assumiu a posição de Presidente do Conselho de Estado da Geórgia, Presidente do Parlamento e Chefe de Estado da República da Geórgia, após o derrube do Presidente Zviad Gamsakhurdia. Foi eleito presidente em Novembro de 1995 e reeleito em 2000.

Conseguiu resolver a questão da guerra na Abkhazia sem conseguir resolver a questão deste enclave independista. Dezenas de milhares de pessoas morreram neste conflito, depois do Soviet Supremo da Abkhazia declarar a independência deste enclave no norte da Geórgia, na costa do Mar Negro, em Julho de 1992.

Shevardnadze enviou o exército da Geórgia para dominar os revoltosos na Abkházia em Agosto mas após um ano de batalhas ferozes, foi derrotado, retirando-se para a Geórgia juntamente com 250,000 georgianos étnicos residentes na Abkházia. O estado desta república, que se considera um estado soberano, ainda é por ser definido.

Shevardnadze ganhou muitos prémios académicos, incluindo dez doutorados honoris causa, cinco prémios internacionais e foi membro de quatro academias e associações de prestígio, entre os quais a Associação Internacional Prometei da Federação Russa.

Casado, com dois filhos, Shevardnadze ficou conhecido por um homem trabalhador e sóbrio, que comia pouco e bebia um conhaque só quando se sentia em paz.

Timofei BYELO (Tblissi) e Timothy BANCROFT-HINCHEY (Lisboa) PRAVDA.Ru

 
4544
Loading. Please wait...

Fotos popular