Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


YUKOS corta exportações de crude a China

22.09.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Os consumidores chineses são os primeiros vítimas do “caso YUKOS”, que cortou a exportação de crude em um milhão de toneladas, na véspera da reunião entre os Primeiros-ministros dos dois países.

Os dois dirigentes eram supostos assinar acordos inter-governamentais para aumentar a exportação de crude da Rússia à China. Sob o acordo, a China iria ajudar a Rússia resolver todos os problemas que impediam que entrasse na Organização Mundial de Comércio.

YUKOS decidiu cortar a exportação de um milhão de toneladas de crude como medida temporária por causa das despesas altas de transporte e taxas alfandegárias (150-170 USD por tonelada de crude), explicando que YUKOS não tem possibilidade de pagar esses preços, já que tem de se financiar pelas suas próprias contas.

YUKOS é o único fornecedor russo de crude à China e com esta redução, o OE da Federação Russa diminuirá por 90 milhões de USD até ao final do ano.

Entretanto, a YUKOS continuará a exportar para outra firma chinesa, SINOPEC. Um porta-voz explicou a medida, afirmando que “Achamos que as entregas russas são mais críticas para a SINOPEC e por isso pensamos que seria correcto fornecer esta firma com crude numa base contínua”.

Esta decisão surpreendente foi tomada na véspera das negociações entre os ministros dos dois países, em Moscovo entre 23 e 25 de Setembro. O Ministro russo para Energia, Viktor Khristenko, tinha afirmado que havia um acordo para um aumento de 15 milhões de toneladas das entregas de crude à China.

Dmitry SUDAKOV PRAVDA.Ru

 
1614
Loading. Please wait...

Fotos popular